Notícias UPF

Geração de conhecimento e esforço reconhecido

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Trabalhos do Laboratório de Fisiologia de Peixes da UPF recebem premiações em evento internacional

O Laboratório de Fisiologia de Peixes da Universidade de Passo Fundo (UPF), ligado aos Programas de Pós-Graduação em Boiexperimentação e em Ciências Ambientais e ao curso de Medicina Veterinária, teve uma destacada participação no VI Simpósio O Zebrafish como Modelo Animal de Pesquisa. O encontro ocorreu de 26 a 28 de setembro na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). 

Participaram do evento o coordenador do Laboratório, professor Dr. Leonardo José Gil Barcellos, que ministrou duas conferências, e as professoras da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da UPF Dra. Heloísa Helena de Alcantara Barcellos e Dra. Gessi Koakoski. Além dos professores, estiveram presentes no evento o pós-doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, Dr. Thiago Acosta Oliveira, as doutorandas em Farmacologia pela Universidade de Santa Maria Suelen Mendonça Soares e Milena Fortuna, além dos acadêmicos do curso de Medicina Veterinária e bolsistas de iniciação científica Victoria Costa Maffi, Amanda Carolina Colle Varella, Carolina Geraldi da Silva, Roberta Angnes da Costa, Vitoria Piccinini e Mateus Timbola Mozzato.

Conhecimento reconhecido
Além das duas conferências ministradas pelo professor Leonardo, o Laboratório de Fisiologia de Peixes apresentou oito trabalhos no evento. De acordo com Barcellos, todos os 68 trabalhos apresentados foram pontuados por dois revisores Ad Hoc, além de terem seus banners e apresentadores avaliados e sabatinados por três avaliadores durante as sessões de apresentação. 

Os trabalhos da UPF receberam destaque e alcançaram importantes premiações. O trabalho “Glyphosate and fipronil based agrochemicals and their mixtures change zebrafish behavior”, apresentado por Suelen Mendonça Soares, recebeu o destaque de Honra ao Mérito; o trabalho “Behavioral changes in zebrafish exposed to different dilutions of natural water containing copper nanoparticles”, apresentado pelo pós-doutorando Dr. Thiago Acosta Oliveira, recebeu a premiação de 6º colocado no ranqueamento geral; enquanto o trabalho “Transgenerational effects of risperidone on zebrafish larvae”, apresentado pelo acadêmico do 2º nível do curso de Medicina Veterinária, Mateus Timbola Mozzato, recebeu a premiação referente ao 2º melhor trabalho do evento. 

Para Barcellos, destaca-se o fato de que, entre os sete concorrentes ao prêmio de melhor do evento, apenas Mateus era estudante de graduação, sendo todos os demais pós-graduandos. “É uma alegria muito grande e me enche de orgulho ver o destaque obtido pela equipe do Laboratório de Fisiologia de Peixes da UPF, materializado pelas três premiações recebidas e pela excelência da participação de todos”, destaca Barcellos. Para o acadêmico, a experiência foi enriquecedora e fará a diferença em sua formação. “Foi uma honra participar do VI Simpósio O Zebrafish como Modelo Animal de Pesquisa. A experiência foi única e proporcionou oportunidades de conhecer diversas áreas de pesquisa nas quais o zebrafish tem papel fundamental. Foi surpreendente ser finalista e ainda mais receber o prêmio de segundo melhor trabalho do evento, de 68 trabalhos apresentados. Agradeço ao professor Leonardo e aos demais integrantes do Laboratório de Fisiologia de Peixes da UPF pelo auxílio e apoio, pois sem eles nada disso seria possível” comenta Mateus.

Ainda obtiveram amplo destaque e visitação os trabalhos “The agrichemical 2,4-D impair anti-predatory behavior in zebrafish”, apresentado pela doutoranda Milena Fortuna; “Persistent and transgenerational effects of risperidone on zebrafish” apresentado pela estudante do VII nível do curso de Medicina Veterinária da UPF Carolina Geraldi da Silva; o trabalho “Glyphosate-based herbicide impairs the antipredatory behavior in zebrafish”, apresentado pela estudante do VII nível do curso de Medicina Veterinária da UPF Amanda Carolina Colle Varella; “Neuroimmune and behavioral interactions in zebrafish: characterization of sickness behavior”, apresentado pela estudante do VIII nível do curso de Medicina Veterinária da UPF Victória Costa Maffi; além do trabalho da residente do curso de Medicina Veterinária Natalie Renata Zorzi, “The Vivaldi´s music anxiolytic effect at acute social deprivation in zebrafish”, apresentado pela professora Dra. Heloisa Helena de Alcantara Barcellos. 

O evento
O Simpósio O Zebrafish como Modelo Animal em Pesquisa nasceu da iniciativa do professor Leonardo, que, juntamente com a professora Dra. Carla Denise Bonan, Pró-Reitora de Pesquisa da PUCRS, promoveu as duas primeiras edições na UPF, em 2014 e 2015. Em 2016, a 3ª edição ocorreu na PUCRS em Porto Alegre. A Unesp de Botucatú foi a sede da 4ª edição em 2017, enquanto a UFRN sediou a 5ª edição em 2018. 

A edição de 2019 foi sediada pela Faculdade de Medicina da USP. De acordo com Barcellos, a partir de agora, o evento passa a ser bianual, e a VII edição será sediada pela UFMG, em Belo Horizonte, em setembro de 2021. “É motivo de extrema felicidade e orgulho poder abrir e participar de mais uma edição do simpósio O Zebrafish como Modelo Animal de Pesquisa, agora realizando-se na Faculdade de Medicina da USP, e ver essa singela iniciativa lá de 2013 frutificar país afora! Em 2021, estaremos presentes com grande equipe em Belo Horizonte na 8ª edição do evento, a ser organizada pela Universidade Federal de Minas gerais”, pontua.