Notícias UPF

Barragens brasileiras são tema de aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Engenharia

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Caroline Simor

Atividade reuniu professores, mestrandos e doutorandos do Programa

A importância da engenharia na construção de barragens e os casos mais emblemáticos do Brasil estiveram em pauta na aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental da Universidade de Passo Fundo (PPGEng/UPF). Professores, mestrandos e doutorandos participaram da atividade, que contou com a palestra do professor da PUC Rio de Janeiro, professor Dr. Alberto de Sampaio Ferraz Jardim Sayão.

Presente no evento, o vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, professor Dr. Antônio Thomé, destacou a consolidação do Programa nos últimos 16 anos. Segundo ele, a vinda do professor Dr. Sayão à Universidade é um marco, visto que ele integrou a comissão de avaliação para o funcionamento do PPGEng. “Participei no processo de criação do Programa e hoje volto aqui para dar início ao ano letivo enquanto vice-reitor, e isso me dá muita alegria. Sempre buscamos trazer pessoas de referência e o professor Sayão trará conhecimento sobre um tema bastante relevante para a comunidade acadêmica”, ressaltou.

Para a diretora da Faculdade de Engenharia e Arquitetura (Fear), professora Dra. Vera Maria Cartana Fernandes, a palestra, bem como todas as atividades promovidas pelo curso e pelo Programa, devem ser bem aproveitadas pelos acadêmicos. “Vê-los aqui significa que estamos fazendo bem o nosso trabalho no sentido de provocar a curiosidade e a vontade de aprender. Somos uma das maiores Unidades da UPF, com uma infraestrutura de laboratórios que está à disposição de todos para a produção do conhecimento”, reforçou.

Segundo o coordenador do Programa, professor Dr. Zacarias Martin Chamberlain Pravia, o tema é bastante pontual e traz a reflexão sobre a importância do profissional da área da engenharia em vários setores da sociedade. “Estamos fechando o ciclo de quatro anos de doutorado. Nosso objetivo é sempre trazer um palestrante de grande prestígio acadêmico ou profissional para entender os assuntos que têm a ver com a Engenharia Civil e Ambiental do ponto de vista do meio ambiente. Sayão, além da sua proximidade com a Instituição, é porta voz da Associação Brasileira de Mecânica e Solos e do Comitê de Barragens Brasileiras”, pontuou.

Em sua fala, o palestrante abordou de forma resumida a definição do que é e de como funcionam as barragens e, num segundo momento, contemplou questões técnicas sobre os acidentes já ocorridos no país. “A ideia foi mostrar que não é preciso ter medo das barragens, trazendo presente questões sobre projetos e construção, mostrando que o Brasil sabe fazer barragens e que acidentes ocorrem quando a engenharia não é levada a sério”, frisou Alberto de Sampaio Ferraz Jardim Sayão.