Notícias UPF

UPF Parque assessora empresas por meio da inovação e de mentorias

  • Por: Jéssica França
  • Fotos: Jéssica França

Empresas incubadas recebem diversos benefícios para que alavanquem seus negócios

Por que muitas vezes ideias geniais não alcançam sucesso? Quais as dificuldades dos empreendedores? O que são incubadoras de empresas? Momentos de incerteza como o período atual provocam transformações que impactam não somente na economia, mas também nos demais âmbitos da sociedade. Divulgada pelo IBGE, a Pesquisa Pulso Empresa sobre os impactos da Covid-19 apresenta que 44,8% das empresas em funcionamento disseram que a pandemia teve um impacto negativo sobre o negócio. Então, como vencer esses desafios?

Organização, estratégia, trabalho são algumas ações que vem à mente, porém para quem tem a ideia de empreender ou que já tem um pequeno negócio, uma opção pode ser a incubação da empresa. O Parque Científico e Tecnológico da UPF (UPF Parque) visa a criação de um ecossistema de inovação pela interação entre diferentes empresas inovadoras, criando oportunidades para que elas obtenham recursos para alavancar seus negócios.

De acordo com o vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, professor Dr. Antônio Thomé, o Parque é referência em toda a região norte do Rio Grande do Sul, pela assessoria que presta às empresas incubadas. “O Parque foi instalado em Passo Fundo como uma iniciativa da UPF com o governo do estado para atingir um objetivo regional de atendimento da inovação na região. Nós podemos dizer que hoje o Parque é o maior ativo que a Universidade têm, porque internacionalmente todas as universidades com cursos tecnológicos, da área da TI, da engenharia, tem junto a elas um parque tecnológico, então para região norte do estado esse é um ativo que sem dúvida vai fazer história no futuro”, disse.

Segundo o coordenador da Rede de Inovação Conecta UPF, ligada a Incubadora UPF Parque, professor Dr. Maciel Donato, muitos projetos vêm sendo desenvolvidos para auxílio às empresas. “Temos uma relação com as empresas que não é de aluguel, pelo espaço físico, mas sim de benefícios, que é que faz a grande diferença. Além da incubação e pré-incubação, nós qualificamos o processo, criando um projeto chamado Empresas Parceiras que são empresas que não estão no Parque, mas que por meio de edital externo foram selecionadas para oferecer serviços às empresas que são residentes ou incubadas. Também aumentamos as opções de incubação, criamos incubação externa, onde empresas podem fazer parte da Rede Conecta mesmo sem estar lá fisicamente”, contou.

Conforme Donato, o UPF Parque também criou uma nova modalidade de pós-incubação, com condições intermediárias entre a incubação e residência. “Também fazemos parte da Rede Gaúcha de Inovação e também da Anprotec, onde as empresas incubadas se beneficiam por sermos associados, onde também auxiliam no entendimento e candidatura dos editais”, pontuou.

Atuação do UPF Parque contribui para o desenvolvimento da região norte do RS

Ajuda que faz diferença

As empresas incubadas têm acesso a mentorias, consultorias, capacitações, intercâmbio com professores da Universidade e auxílio na captação de recursos. De acordo com o executivo da Rede de Inovação Conecta UPF, Giezi Schneider, o objetivo da incubação é criar condições favoráveis para apoiar e promover o desenvolvimento e o crescimento de empresas inovadoras e de base tecnológica, nascentes ou iniciantes.

O empreendedor Vitor Emanuel Poletto Coser, sócio-proprietário da VOUS – Viagens Personalizadas, que atua com personalização de viagens, foi um dos beneficiados pela atuação do UPF Parque. “Resumiria a experiência como um divisor de águas: antes e depois da UPF. Depois que passamos a ter as mentorias nossa empresa mudou por completo, desde a governança – com a adoção de ações estratégicas de gestão e autossustentabilidade –, até o trato do dia a dia, com o incremento de processos internos que otimizaram tempo e facilitaram a tomada de decisões”, conta Vitor.

Atualmente, o UPF Parque possui em Passo Fundo seis empresas incubadas e no município de Tapejara outras quatro empresas. Além disso, o Parque possui nove projetos pré-incubados no momento. “Hoje, mesmo sendo uma empresa nova, já somos muito mais maduros do que há pouco tempo atrás, quando não tínhamos o acompanhamento dos nossos mentores. Agora temos muita clareza de cada um dos próximos passos e aonde queremos chegar, graças ao apoio excelente que tivemos desta Instituição na jornada. E sabe do melhor? É que ainda estamos evoluindo, pois a UPF ainda está nos mentorando”, destacou.

Mentorias

O UPF Parque oferece ainda mentorias de incubação que são adaptadas de acordo com o diagnóstico inicial realizado com cada empresa, são realizados encontros mensais e quinzenais. As mentorias também contam muitas vezes com convidados que apresentam relatos de experiências. “De acordo com a necessidade de cada empresa, convidamos facilitadores como advogados, contadores, professores, empresas incubadas, dentre outros”, disse.

Conheça como funciona a pré-incubação

Os projetos pré-incubados recebem consultoria e mentoria, os empreendedores também têm acesso a intercâmbio com professores da Universidade e auxílio na captação de recursos. “O objetivo da pré-incubação é auxiliar o empreendedor na tomada de decisão sobre a criação de uma empresa inovadora e de base tecnológica”, pontuou Schneider.

Na pré-incubação as mentorias são realizadas quinzenalmente e também de acordo com o projeto são convidados facilitadores.

UPF Parque

O Parque Científico e Tecnológico foi inaugurado em 2013 e, atualmente, conta com uma infraestrutura com mais de 4.000 m² de área construída, dedicada a acolher empresas inovadoras e de base tecnológica já consolidadas no mercado, de diferentes setores da economia. As áreas de atuação do UPF Parque são de tecnologia da informação e comunicação, educação, turismo, soluções em eletrônica, pecuária e agronegócio.

Confira algumas vantagens da incubação

  • Custo benefício: Valor pago é subsidiado e ainda pode incluir espaço físico, internet, segurança, entre outros serviços (além dos demais itens a seguir);
  •  50h de mentorias de consultorias individuais;
  •  Capacitações;
  •  Workshops;
  •  Intercâmbio com especialistas;
  •  Networking entre empresas;
  •  Auxílio na captação de recursos;
  •  Infraestrutura física;
  •  Suporte técnico e administrativo;
  •  Facilidade de acesso a equipamentos e infraestrutura laboratorial.