Notícias UPF

UPF está com inscrições abertas para cursinho Pré-Vestibular Popular e Comunitário

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Reprodução

Inscrições poderão ser realizadas de 18 a 22 de fevereiro, na sala 15 da UPF Idiomas, Campus III

Pelo segundo ano consecutivo, a Universidade de Passo Fundo (UPF) oferece à comunidade o Cursinho Pré-Vestibular Popular e Comunitário, que é um dos projetos de extensão da Instituição e está vinculado à Faculdade de Educação (Faed) e ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). O objetivo do cursinho é oferecer um ensino pré-vestibular gratuito para alunos em situação de vulnerabilidade social, residentes em Passo Fundo e região. O período de inscrições é de 18 a 22 de fevereiro, das 19h20min às 22h, na sala 15 da UPF Idiomas, no Campus III, localizado na Avenida Brasil, 743, Centro.

Com 30 vagas disponíveis, os interessados devem apresentar, no ato da inscrição, o RG, o CPF e o histórico escolar para comprovação da conclusão do Ensino Médio. Os alunos serão selecionados de acordo com os critérios especificados em edital, portanto, aqueles que atendem aos critérios de classificação deverão apresentar também os documentos comprovativos de cada critério: comprovante de recebimento do benefício bolsa família, atestado de vinculação a movimento social (assinado pelo coordenador), autodeclaração de cor/etnia e de gênero. 

Da mesma forma que ocorreu no ano anterior, a prioridade de vagas será proporcional ao número de critérios identificados por candidato. “Isso não significa que seja necessário apresentar todas as especificações, mas quem se enquadrar no perfil de maior vulnerabilidade estará mais propenso a ingressar na turma”, enfatizou o professor Dr. Ivan Dourado, que coordena o projeto juntamente com a professora Dra. Rosimar Esquinsani. 

A lista com os nomes dos candidatos selecionados será divulgada no dia 28 de fevereiro pelo site da UPF. As aulas serão oferecidas de segunda a sexta-feira, das 19h20min às 22h30min, com o objetivo de atender principalmente as demandas de alunos de escolas públicas, comunidades indígenas, integrantes de movimentos sociais, pessoas negras, beneficiários de programas e benefícios sociais, refugiados, imigrantes, transgêneros e demais membros da comunidade e região em vulnerabilidade social. A iniciativa, portanto, promove a autonomia e a perspectiva de ingresso ao ensino superior para grupos de baixa renda, étnicos, de gênero e em demais situações de vulnerabilidade social.

Mais informações podem ser obtidas por meio do e-mail cursinhoupf@gmail.com.