Notícias UPF

Segurança pública no RS: “Há uma série de soluções e de responsáveis. É preciso uma coalizão”

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Natália Fávero

Assunto foi tema da palestra de abertura da X Semana do Ministério Público de Passo Fundo, que ocorre na Universidade

A Universidade de Passo Fundo (UPF) sedia a X Semana do Ministério Público de Passo Fundo. A abertura foi realizada na segunda-feira, 7 de outubro, no Salão de Atos da Faculdade de Direito (FD) e contou com a palestra “O papel do Ministério Público no contexto atual da segurança pública”, ministrada pelo procurador-geral de justiça do estado, Fabiano Dallazen. O evento encerra nesta terça-feira, 8 de outubro, e é promovido pela Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (AMP/RS), em parceria com a FD da UPF e com apoio da Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP) e do Ministério Público do Estado (MP/RS).

O objetivo do evento é discutir assuntos atuais e relevantes da área do Direito com os estudantes de Passo Fundo e região. A palestra do procurador-geral de justiça do estado, na abertura do evento abordou a segurança pública, os seus desafios e as dificuldades enfrentadas pelo Estado, e apresentou questões referentes à atuação do MP nessa questão. Dallazen tem um vínculo profissional e acadêmico com Passo Fundo e região, já que foi promotor de Justiça no município durante seis anos, professor e egresso do curso de Direito da UPF.

Segundo o procurador, o grande desafio é estreitar a articulação entre todos os órgãos responsáveis pela segurança pública. “Todos precisam atuar em conjunto, porque ninguém tem estrutura e força para enfrentar o problema isoladamente. É preciso que não apenas o estado, mas que os municípios e a União entrem nesse enfrentamento. Também temos a questão penitenciária que é muito grave. Precisamos investir em tecnologia e inteligência e há muitos exemplos que mostram como descapitalizar as facções criminosas, reduzindo a atuação delas”, ressaltou Dallazen.

Existem soluções, mas é preciso que haja essa coalizão entre os órgãos responsáveis. “Não há solução única e simples para esse problema da segurança pública. Há uma série de soluções e de responsáveis. É preciso de uma coalizão. Todos precisam, dentro das suas esferas, fazer a sua parte, e precisamos de uma grande articulação”, enfatizou o procurador.

E os acadêmicos do Direito, futuros profissionais da área, também têm um papel importante nesse contexto. “Esses estudantes serão os profissionais do amanhã e estarão atuando na polícia, no Ministério Público, no Judiciário e na advocacia, envolvendo-se muito com a questão da segurança pública, e poderão dar a sua contribuição à sociedade para que tenhamos índices melhores e mais segurança”, pontuou Dallazen.

A solenidade de abertura contou ainda com a presença do presidente da Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF), professor Me. Luiz Fernando Pereira Neto; do diretor da FD/UPF, professor Me. Edmar Vianei Marques Daudt; da coordenadora do curso de Direito/UPF, professora Me. Regina Helena Marchiori Canali; da presidente da AMP/RS, Martha Beltrame; da presidente da OAB Subseção Passo Fundo, Morgana Bordignon; do coordenador do Núcleo da Associação do MP, Me. Cassiano Pereira Cardoso; e do diretor do Fórum de Passo Fundo, Me. Dalmir Franklin de Oliveira Júnior.

Durante o evento, também foi assinado um termo de cooperação entre a FUPF e o MP para celebrar a manifestação de interesse para fins de capacitação de promotores de justiça junto ao Programa de Pós-Graduação em Direito da UPF.

Nesta terça-feira, 8 de outubro, a programação ocorreu pela manhã, com a palestra “Ministério Público no combate ao crime organizado”, ministrada pelo promotor de justiça Marcelo Tubino.