Notícias UPF

Criadouro científico da UPF reproduz duas espécies ameaçadas de extinção

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

O Centro de Reprodução de Psitacídeos (CREP) William Belton, criadouro científico com finalidades de pesquisa da Universidade de Passo Fundo (UPF), conseguiu sucesso novamente na reprodução de duas espécies ameaçadas de extinção da fauna silvestre brasileira: o papagaio-charão e o papagaio-de-peito-roxo. As espécies são estudadas pelo Projeto Charão, tanto no ambiente natural como em condições de cativeiro, voltadas à conservação de ambas as espécies que mantém relações com o ecossistema de Florestas com Araucárias. Na estação reprodutiva de 2019, o plantel de aves do CREP foi ampliado por dois filhotes do papagaio-charão e dois filhotes do papagaio-de-peito-roxo.

As duas espécies da fauna silvestre pesquisadas pelo criadouro científico da UPF reproduzem uma única vez ao ano, e todos os cuidados são necessários no sentido de fornecer bem-estar aos papagaios, pois basta um descuido e pode ser perdido um ciclo reprodutivo. Por esse motivo, os alojamentos de reprodução são individuais para os casais, com o mínimo contato com pessoas. A alimentação também é especial e enriquecida com frutos e sementes de plantas nativas e exóticas que os papagaios comem em liberdade. 

As atividades no criadouro estão sendo realizadas pelos acadêmicos do curso de Ciências Biológicas da Instituição Jennifer Meneses Luz, Nicolas Ribas e Rosane  Tomazoni, tendo o professor Dr. Jaime Martinez como responsável técnico, e a assessoria da biológa Nêmora Pauletti Prestes, do Projeto Charão/AMA. A limpeza dos alojamentos é realizada diariamente, buscando diminuir a incidência de parasitoses, e regularmente são realizados exames para avaliar a sanidade dos animais. Neste aspecto, o CREP conta com a assistência da médica veterinária Indaia Bisognin.  Élinton Rezende, do Muzar, também colabora nas coletas de frutos e sementes na natureza, enriquecendo a alimentação dos papagaios.

Além de obter informações da biologia, comportamento e ecologia difíceis de serem registradas no ambiente natural, o criadouro científico busca manter populações de segurança de ambas as espécies, caso catástrofes venham a ocorrer na natureza. Esse objetivo é alcançado pela participação de todos os zoológicos e criadouros do Brasil e do mundo. Aves nascidas no CREP da UPF estão integrando o plantel de papagaios do Zoológico de Curitiba, do Parque das Aves de Foz do Iguaçu, e outros criadouros.