Notícias UPF

Verão e os cuidados com a pele

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Freepik

Professora e coordenadora do projeto de Extensão “Amigos da Pele” da UPF orienta sobre os cuidados para manter uma pele saudável

O verão, que iniciou oficialmente nesta segunda-feira, dia 21 de dezembro, é a estação do ano em que há uma maior incidência de raios solares. Com isso, os cuidados com a pele devem ser redobrados, já que o sol pode provocar queimaduras, envelhecimento precoce da pele e, até mesmo, aumentar o risco de câncer de pele.

A coordenadora do projeto de Extensão “Amigos da Pele” da Universidade de Passo Fundo (UPF), médica dermatologista e professora Me. Gilvana Bonella, destaca que com as temperaturas mais elevadas é indispensável o uso do protetor solar, que deve ser aplicado diariamente. “Vivemos em um país tropical que possui alto índice de radiação solar e 70% dos danos na pele vem dessa exposição no dia a dia. Para proteger o nosso corpo de toda essa agressão, é importante aplicar o protetor solar diariamente. Geralmente se recomenda pela manhã e ao meio-dia. Em casos de exposição contínua, intensa sudorese e banhos de mar e piscina se recomenda reaplicar o produto a cada duas horas. Com esse cuidado, conseguimos prevenir a pele do envelhecimento precoce, manchas, queimaduras, e principalmente o câncer de pele”, explica a professora. 

Conforme Gilvana, uma dica para saber a quantidade de protetor correta a ser aplicada em cada região do corpo é utilizar a medida da colher de chá. “Para o rosto você precisa aplicar uma colher de chá de protetor; tronco - frente e costas - duas colheres; cada braço, uma colher; para cada perna, duas colheres”, disse.

Protetor solar deve ser usado diariamente

Histórico
O projeto de extensão “Amigos da Pele” foi idealizado e implementado em 2015 pela médica dermatologista e professora da Faculdade de Medicina (FM/UPF), Dra. Karen Schons. O projeto foi criado com o objetivo de levar informações sobre exposição solar ao maior número de pessoas possíveis visando a prevenção dos danos à pele ocasionados pela exposição inadequada por acreditar na mudança no comportamento das pessoas com relação ao sol após a instrução. 

Em sua trajetória, o projeto foi vinculado ao Programa de Extensão da UPF ComSaúde coordenado pela professora Dra. Cristiane Barelli. Desde 2017, o projeto vem sendo coordenado pela professora Gilvana tendo como colaboradora, desde 2016, a professora Dra. Fabiana Tonial.

As atividades desenvolvidas pelos estudantes extensionistas da FM abrangem diferentes ações com foco na prevenção, com amplitude expressiva para diminuir os atuais elevados números de cânceres cutâneos detectados no país e estado. “Promovemos intervenções educativas em escolas, grupos de terceira idade, centros de saúde; realização de pesquisas acadêmicas; participamos de eventos de promoção de saúde e eventos científicos; desenvolvemos um aplicativo para celular e uma cartilha educativa; participação em programas de rádio; elaboração de conteúdo de mídia para divulgação on-line”, explica Gilvana. 

Devido à pandemia e o isolamento social no início do ano, as atividades do grupo foram adaptadas para a modalidade on-line. Sendo assim, os estudantes voluntários do projeto gravaram vídeos, palestras, pôsteres para a divulgação nas mídias sociais, em eventos on-line e aulas.

Aplicativo 
O projeto desenvolveu um aplicativo “Amigos da Pele”, que traz dicas de proteção, dá o índice de radiação no momento, todas essas informações básicas que de alguma forma influenciam os hábitos das pessoas. O aplicativo está disponível para download para os sistemas Android e IOS.  

Confira algumas dicas de cuidados para sua pele:
Maquiagem -  “Após um dia de trabalho e ao chegar em casa o importante é a remoção da maquiagem, que deve ser realizada com demaquilante ou solução micelar após higienização com um gel de limpeza facial, produtos que devem ser adequados ao seu tipo de pele”, disse Gilvana.

Bebidas podem ser prejudiciais à pele: “Uma dieta inadequada com excesso de calorias e carboidratos, a falta de determinação para conciliar horários de trabalho e alimentação, pouca ingestão de água e consumo de bebidas alcoólicas podem ser prejudiciais à pele” explicou. 

Cuidados necessários para cada tipo de pele:

A pele normal tem textura saudável e aveludada, produzindo gordura em quantidade adequada, sem excesso de brilho ou ressecamento. Geralmente, a pele normal apresenta poros pequenos e pouco visíveis”, disse. 

A pele seca é caracterizada pela perda de água em excesso e normalmente tem poros poucos visíveis, pouca luminosidade e é mais propensa à descamação e vermelhidão. 

Já a pele oleosa apresenta o aspecto mais brilhante e espesso, por causa da produção de sebo maior do que o normal. 

E a pele mista é o tipo de pele mais frequente. Apresenta aspecto oleoso e poros dilatados na “zona T” (testa, nariz e queixo), podendo apresentar acne nesta região e seco nas bochechas e extremidades. “As peles mais secas necessitam de hidratação tópica adequada e as peles oleosas devem utilizar produtos que controlem a produção de sebo”, finalizou Gilvana.