Notícias UPF

UPF investe na criação de novo Centro de Simulação Realística

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Reprodução

Instrumento importante para metodologia de ensino aliará teoria e prática dentro de ambiente seguro de aprendizagem

Tecnologia de ponta à disposição da educação. Com o objetivo de melhorar a cada dia mais a qualidade da formação dos estudantes, a Universidade de Passo Fundo (UPF) inova mais uma vez, investindo na criação de um novo Centro de Simulação Realística. O projeto global de 800 m² é estruturado com equipamentos importados da Holanda. O projeto está em andamento e também haverá capacitação do corpo docente e de funcionários com os equipamentos.

O projeto do Centro conta com ambientes e técnicas que replicam as situações e os desafios vividos no dia a dia hospitalar. Equipado com simuladores de pacientes – robôs que respondem como um ser humano às ações praticadas –, possibilita que os treinamentos se aproximem ao máximo da realidade, permitindo a prática, a correção de falhas e a resolução de dúvidas dos estudantes, sem colocar em risco a vida de pacientes.

Segundo o diretor da Faculdade de Medicina (FM), Dr. Paulo Roberto Reichert, a inovação proporcionará aos estudantes um ambiente mais seguro de aprendizagem. “A simulação realística é um avanço importante no ensino das áreas da saúde. Coloca o aluno em ambiente realístico para treinar e repetir técnicas, protegendo-o dos impactos psicológicos quando em situação real nas práticas da profissão”, destacou.

Os alunos são o principal público do Centro, tanto na graduação quanto na pós-graduação. A nova estrutura, que estará à disposição da comunidade acadêmica junto ao Campus II, possibilitará também a oferta de cursos de extensão, tanto para profissionais da área da saúde quanto para interessados em geral. 

Aulas temáticas
Os docentes do curso de Medicina, de Enfermagem e demais cursos ligados à área da saúde planejam treinamentos nos quais os alunos irão aprender como proceder em acidentes com crianças, adultos e idosos, envolvendo: afogamento, asfixia, hemorragias, insolação, AVC, infarto, choques, ferimentos, fraturas, queimaduras, convulsões, entre outros. “O Centro de Simulação Realística se configura como protótipo para a realidade encontrada em diferentes cenários de saúde, destina-se a acadêmicos como espaço propício para aquisição de conhecimento teórico/prático, por meio do exercício de técnicas e procedimentos. O espaço permitirá a instrumentalização dos estudantes para a prestação de um cuidado sistemático e eficaz”, disse a coordenadora do curso de Enfermagem, professora Dra. Helenice de Moura Scortegagna. 

Benefícios 
O novo Centro preconiza o conhecimento, ofertando a oportunidade para que os estudantes e participantes de cursos conheçam o modo correto de agir diante de acidentes e catástrofes naturais. Sua importância é justificada em razão de que o socorro a uma vítima de forma inadequada e sem a aplicação de qualquer conhecimento básico em primeiros socorros proporciona o agravamento do estado da vítima, podendo gerar sequelas permanentes e até risco de morte. 

Conforme Reichert, o Centro possibilitará aos estudantes treinamento em ambiente diferenciado e controlado, para identificação dos principais achados do exame clínico normal e patológico, favorecendo o desenvolvimento de habilidades específicas, no intuito de capacitar o estudante para a prática profissional em diferentes níveis de complexidade, com o aperfeiçoamento de técnicas e procedimentos, levando ao manuseio de materiais, treinando passos de execução. 

Além disso, propiciará a oportunidade de rever técnicas e procedimentos, antes de iniciar a prática nos cenários e com pacientes reais, minimizando o impacto psicológico do aluno quando em situação real nas práticas da profissão, a partir do treinamento em ambiente protegido e com feedback, ofertando também a integração multiprofissional, estimulando o trabalho em equipe e a troca de experiências entre estudantes de diferentes cursos da área de saúde.