Notícias UPF

Jornadas Literárias pretendem formar mais de 300 agentes de leitura

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Natália Fávero

Inscrições ainda estão abertas. Primeiro encontro ocorreu nesta segunda-feira, 6 de maio

"A leitura multiplicada: a formação do agente de leitura”, esse é o nome do curso para formar multiplicadores de leitura nas escolas de Passo Fundo e região. Além de Passo Fundo, o curso será oferecido para professores de Carazinho, Cruz Alta e Erechim. Os organizadores das Jornadas Literárias de Passo Fundo pretendem formar, na 3ª edição do curso, mais de 300 agentes na região. O primeiro encontro foi realizado nesta segunda-feira, 6 de maio, na Universidade de Passo Fundo (UPF).

“O leitor de literatura tem consciência maior porque ele sabe que existem limites que devem ser ultrapassados, e isso só ocorre pela literatura e pela arte”, declara um dos coordenadores das Jornadas Literárias, Miguel Rettenmaier, falando sobre a importância de formar comunidades leitoras e não um leitor individual

A atividade abordou conceitos de literatura e de formação de leitores e foi ministrada pelos coordenadores das Jornadas Literárias, professores Dra. Fabiane Verardi e Dr. Miguel Rettenmaier. A programação da 17ª Jornada e da 9ª Jornadinha Nacional de Literatura, a serem realizadas em 2019, será associada à necessidade de reflexão sobre conceitos – em aberto – na contemporaneidade, tais como “futuro”, “liberdade”, “conexões” e “diversidade”, os quais serão focos norteadores de espaços de leitura e de temas de debate. “A figura do agente de leitura está associada à jornalização da cidade. Não existe sujeito mais atuante na defesa da cultura, da formação do leitor, do que o professor. Ele é um grande aliado nesse processo. Além disso, a partir do trabalho dos professores, a comunidade não apenas lê as obras, ela se vê como leitora”, destaca Rettenmaier.

Também serão abordados com os agentes os materiais de pré-Jornada e pré-Jornadinha, como o caderno de atividades da Jornadinha e o aplicativo da Jornada (JornadApp). A pré-Jornadinha é o período que antecede a 9ª Jornadinha Nacional de Literatura, em que os alunos participantes têm a oportunidade de ler e discutir, com a mediação dos professores, as obras dos autores convidados, e deverão expor os seus trabalhos nas Estações de Leitura, que ocorrerão nas escolas. “Os agentes são nossos parceiros na eficiente realização da pré-Jornadinha, pois, a partir de seus protagonismos, fazem acontecer as Estações de Leitura nas escolas. Tanto a pré- Jornada quanto a pré-Jornadinha são o nosso grande diferencial, porque objetivamos, principalmente, trabalhar a formação do leitor”, salienta Fabiane.

Uma das coordenadoras das Jornadas Literárias, professora Dra. Fabiane Verardi

Os agentes têm um papel fundamental nas Jornadas Literárias. Eles atuam como multiplicadores de leitura nas escolas. “A cada dia que passa, ser mediador de leitura é primordial, principalmente porque temos a tecnologia como preferência dos nossos jovens. Aliado a ela, acredito que a leitura do livro também tem valor especial e o mundo precisa de reflexão e de sublimação da realidade. A literatura nos proporciona voar para outros mundos e refletir sobre o nosso. Conquistar novos leitores é uma batalha de todo professor”, declarou a coordenadora da Biblioteca Pública Municipal Arno Viuniski, de Passo Fundo, professora Vanessa Hickmann, que também já foi agente em outras duas edições do curso.

Os agentes serão formados nas ações da Jornada e, posteriormente, certificados, em um processo permanente de fortalecimento das ações de leitura. O curso será de 40h e ocorrerá nas modalidades presencial e on-line, com difusão e aplicação de materiais produzidos pela organização das Jornadas Literárias nas demandas dos agentes de leitura. As inscrições devem ser realizadas no site www.upf.br/agenda.

Sobre a Jornada
A 17ª Jornada Nacional de Literatura e a 9ª Jornadinha Nacional de Literatura são promovidas pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e pela Prefeitura de Passo Fundo.