Notícias UPF

Construção do gaúcho na pintura argentina, uruguaia e brasileira é tema de aula pública

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Natália Fávero

O curso de História e o Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) da Universidade de Passo Fundo (UPF) realizaram a aula pública “Dos problemas da imagem à imagem-problema: o caso da construção do gaúcho na pintura argentina, uruguaia e brasileira”. O evento ocorreu no dia 18 de outubro, no auditório do Centro de Educação em Tecnologia (CET).

A palestra foi ministrada por Luciana de Oliveira, que abordou a forma que a imagem do gaucho e do gaúcho foi construída e consagrada na pintura argentina, uruguaia e brasileira do século XX. O assunto foi tema da tese de doutorada da Luciana, que analisou, especialmente, a pintura de Cesáreo Bernaldo de Quirós (1879-1968), Pedro Figari (1861-1938) e Pedro Weingärtner (1853-1929). Ela mostrou os diversos e diferentes tempos e memórias presentes em imagens. 

Segundo Luciana, a partir de como as imagens foram elaboradas por cada um dos artistas é possível pensar no gaucho e no gaúcho como componentes de uma ampla e complexa rede de relações. Além disso, percebidas e articuladas junto às memórias e à múltiplas temporalidades, elas se revestem em importante instrumento para se perceber elementos que poderiam compor uma chamada memória do pampa.