Notícias UPF

Acadêmico da UPF participa da segunda fase da OBI

  • Por: Assessoria de Imprensa

Fase estadual ocorre neste sábado, 24 de outubro

O estudante do curso de Ciência da Computação, João Vicente Ledebrum,
participa da fase estadual da OBI2020 neste sábado, 24 de outubro

O estudante do curso de Ciência da Computação da Universidade de Passo Fundo (UPF), João Vicente Ledebrum, participa da fase estadual da XXII Olimpíada Brasileira de Informática (OBI2020) neste sábado, 24 de outubro. O objetivo da OBI é despertar nos alunos o interesse por uma ciência importante na formação básica hoje em dia (no caso, ciência da computação), através de uma atividade que envolve desafio, engenhosidade e uma saudável dose de competição.

A OBI está organizada em duas modalidades Iniciação e Programação. O estudante da UPF está na modalidade Programação, no nível Sênior. Em todas as modalidades e níveis os alunos competem individualmente. “Para mim, é uma oportunidade de desenvolver técnicas matemáticas e/ou de programação para resolução ágil de problemas”, destaca João Vicente.

A prova é composta de tarefas de programação com níveis variados de dificuldade, que exigem desde um conhecimento mínimo de programação, até um conhecimento mais avançado, com noções de estruturas de dados, algoritmos e técnicas de programação. Para se preparar, o estudante da UPF utilizou plataformas on-line para praticar tarefas de programação e também ressaltou a importância do curso da UPF neste processo. “Acredito que as matérias práticas do curso sejam as que mais contribuem para programação competitiva, como Laboratório de Estrutura de Dados, por exemplo”, observa o estudante.

A UPF é sede da OBI na região há vários anos, com participação de seus alunos com excelentes resultados, inclusive na final nacional. Mas, em 2020, em função da pandemia de Covid-19, as provas estão sendo on-line. Mesmo assim, a Universidade, por meio do projeto de extensão “Z-Coders: capacitando novas gerações de programadores”, realizou um treinamento on-line gratuito no primeiro semestre aos estudantes interessados. “Neste ano, mesmo com a Pandemia, e com a OBI em um formato diferente, conseguimos fazer treinamento on-line, em linguagem de programação, gratuito para alunos do ensino médio. Essa iniciativa colaborou com o aprendizado dos alunos e na participação deles na edição deste ano da OBI”, salienta o coordenador do curso de Ciência da Computação, professor Me. Eder Pazinatto, destacando também a importância da iniciativa para os estudantes da Universidade. “Também representou para os alunos no ensino superior uma excelente experiência na área de programação, já que esta é uma competição nacional que é promovida pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Agora vamos torcer, para que João Vicente, tenha um bom desempenho na fase estadual”, declara.

A OBI
A Olimpíada Brasileira de Informática (OBI), promovida pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), é uma competição organizada nos moldes das outras olimpíadas científicas brasileiras, como Matemática, Física e Astronomia. Participam alunos do quarto ano do Ensino Fundamental até o primeiro ano do Ensino Superior. Na OBI, os participantes são desafiados a resolver problemas simples, através do desenvolvimento de programas de computador, com uso de uma linguagem de programação (Python, Java, C, C++, entre outras). Todos os participantes receberão certificados de participação. Os melhores colocados de cada modalidade receberão ainda medalhas de ouro, prata e bronze. Saiba mais AQUI.