Notícias UPF

A vocação de quem busca cuidar da saúde do corpo e da mente

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Arquivo pessoal

Acadêmico de Educação Física relata a atuação do educador físico nas escolas, para além da recreação. Curso inscreve nova turma no Vestibular Complementar

A escolha profissional do acadêmico Maurício dos Santos passou por algumas adversidades até ele seguir a sua verdadeira paixão: a Educação Física. A escolha pela área já havia sido feita intimamente, mas por não entender a fundo como seria a profissão, ele acabou tentando outras áreas. Tudo começou com a Administração, onde cursou dois semestres; depois ele ainda experimentou o Direito, por três semestres; e chegou a se dedicar por cinco semestres ao curso de Engenharia Ambiental; no entanto, só encontrou sua realização quando ingressou no curso de licenciatura em Educação Física, que está em fase de conclusão.

A inspiração pelo curso se deu, além da motivação pessoal, por entender que a disciplina é uma das preferidas de qualquer aluno da rede de educação. “Na escola, todas as crianças gostam da prática de esportes, de brincar, do lazer, da recreação”, conta ele, que, antes de ingressar no curso, pensava que Educação Física era mais lúdica e, com o passar do tempo, passou a constatar a importância da disciplina na escola. “Passei a entender que não era só jogar bola e comecei a me apaixonar cada vez mais pelo curso”, explica.

Para Santos, a passagem pelos demais cursos foi essencial para que ele pudesse encontrar sua verdadeira vocação. “Ficava com medo se era isso, se ia ter campo de atuação, e, aos poucos fui conhecendo o curso e entendi que não é só lazer, mas é prática saudável de saúde do corpo e da mente”, explica. A infraestrutura e o corpo docente fizeram o jovem optar pela UPF para realizar a sua graduação e, segundo ele, a Instituição oferece possibilidade de colocar em prática tudo o que é aprendido em sala de aula. A intenção do acadêmico, que está concluindo o curso, é seguir com o mestrado e aprofundar ainda mais conhecimento, sem deixar de atuar na prática.

Esporte e saúde

Coordenador do curso de licenciatura em Educação Física, o professor Dr. Marcio Tellechea Leiria destaca que a formação é voltada para quem gosta de trabalhar com pessoas, com esporte e com saúde, e, além disso, proporciona felicidade e alegria para crianças, jovens e adultos. “A Educação Física da UPF se diferencia por possuir um curso com corpo docente qualificado, uma excelente infraestrutura e um projeto pedagógico atualizado”, informa.

O mercado de trabalho, conforme o Leiria, é abrangente. “O licenciado em Educação Física pode atuar em escolas públicas municipais, estatuais e federais, além de escolas particulares em toda a Educação Básica, passando pela educação infantil e indo até o ensino médio”, comenta.

Vestibular Complementar

A UPF oferece uma nova oportunidade para quem deseja ingressar em um curso de graduação no segundo semestre de 2019, por meio do Vestibular Complementar de Inverno. Além de Educação Física, nesta edição, estão sendo oferecidas vagas para os cursos de Administração, Ciência da Computação, Direito e Pedagogia. A seleção será por meio de prova única de redação, que poderá ser realizada em duas datas: 15 de julho ou 26 de julho, no Campus I da UPF, ou por meio da utilização da nota obtida na redação do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

As inscrições devem ser feitas pelo site vestibular.upf.br até o dia 25 de julho. A taxa de inscrição é de R$ 40,00, com exceção aos cursos de licenciatura em Educação Física e Pedagogia, para os quais há gratuidade na inscrição. No ato da inscrição, o candidato deverá indicar sua opção quanto à forma de seleção. Caso opte pela redação, o candidato realizará sua prova em uma das datas indicadas, às 19h.

Todas as informações relativas ao processo seletivo podem ser consultadas no site vestibular.upf.br. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo Disque Vestibular, 0800-701-8220, ou pelo e-mail informacoes@upf.br.