Notícias UPF

Acadêmica da UPF realiza levantamento de métodos para decomposição de amostra de solo

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

A acadêmica do curso de Química do Instituto de Ciências Exatas e Geociências da Universidade de Passo Fundo (Iceg/UPF) Jhenifer Pessetti, sob a orientação da professora Dra. Janaína Fischer, realiza uma pesquisa bibliográfica com o objetivo de revisar métodos de abertura de amostras e técnicas analíticas mais utilizadas na determinação de íons de metais em amostras de solo.

De acordo com ela, a contaminação por íons de metais potencialmente tóxicos (íons de cromo, níquel, chumbo, cádmio e outros) ocorre quando há o aumento de suas concentrações em relação às concentrações naturais, sendo resultado da poluição por deposição atmosférica, utilização excessiva de agroquímicos, descarte incorreto de resíduos urbanos, industriais e agrícolas. Esses contaminantes podem causar danos ambientais e efeitos prejudiciais aos animais e seres humanos. 

Segundo Jhenifer, um dos métodos de abertura de amostra mais utilizados é o descrito pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (USEPA) 3051, que consiste em uma decomposição utilizando ácido nítrico e ácido clorídrico utilizando radiação de micro-ondas. Dentre as técnicas analíticas, tem destaque para a espectrometria de emissão atômica por plasma indutivamente acoplado (ICP-OES) que fornece seletividade, detectabilidade e confiabilidade. “Métodos e técnicas que forneçam resultados seguros no monitoramento dessas espécies químicas são de suma importância. É a ciência química auxiliando no conhecimento da qualidade do solo e das suas características químicas”, explica.