Notícias UPF

15ª Feira de Ciências UPF premia os melhores trabalhos

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Gelsoli Casagrande

Ao todo, 12 trabalhos desenvolvidos por estudantes das redes pública e particular de ensino de Passo Fundo e região foram apresentados

Foram conhecidos na tarde dessa quarta-feira, 8 de novembro, os melhores trabalhos da 15ª Feira de Ciências promovida pela Universidade de Passo Fundo (UPF). A atividade reuniu alunos e professores da rede pública e particular de ensino que desenvolveram trabalhos de pesquisa em torno do tema “Turismo e sustentabilidade: valorização do patrimônio cultural na perspectiva econômica, social e ambiental”. A apresentação presencial, avaliação dos trabalhos e entrega das premiações foram realizadas no Centro de Eventos, no campus I da UPF. 

A Feira de Ciências é uma atividade técnico-científico-cultural que busca aproximar a Universidade da escola e da comunidade e estabelecer a união entre os estudantes do Ensino Médio e do Ensino Técnico. De acordo com o professor Ademar Antônio Lauxen, que integra a coordenação do evento, foram apresentados 12 trabalhos, sete do Ensino Médio e cinco do Ensino Técnico, que já haviam passado por uma primeira seleção. Ao longo do dia, a comissão organizadora fez uma nova avaliação que resultou na escolha dos melhores trabalhos. “A qualidade dos trabalhos é bastante significativa. O que nós buscamos com a Feira é incentivar a pesquisa, a investigação, a busca pelo conhecimento científico, buscar prospectar novas perspectivas de conhecimento. E isso aconteceu. Percebemos essas novas perspectivas nos projetos, o que deu um resultado bem interessante. A Feira tem esse perfil e a gente conseguiu atingir os objetivos”, destacou o professor. 

Foram premiados os três melhores trabalhos em duas categorias: Prêmio Jovem Pesquisador, para os trabalhos do Ensino Médio; e Prêmio Jovem Técnico Pesquisador, para o Ensino Técnico. Na categoria Jovem Pesquisador, o trabalho “Fonte Cristalina: patrimônio histórico, natural e urbanístico”, da Escola Estadual de Ensino Médio Professora Adelaide Picolotto, de Ibiaçá, conquistou o primeiro lugar. Já na categoria Jovem Técnico Pesquisador, o primeiro lugar ficou com o projeto “Máquina para a produção de embalagens biodegradáveis para o plantio de mudas”, do Colégio Agrícola Estadual Ângelo Emílio Grando, de Erechim. O troféu de escola com maior pontuação também foi conquistado pelo Colégio Agrícola Estadual Ângelo Emílio Grando. 

A professora do colégio agrícola, que também conquistou o segundo lugar na categoria Jovem Técnico Pesquisador, Simone Elenice Castelan, contou que os alunos já vinham trabalhando desde o início do ano no desenvolvimento dos projetos e que inclusive já participaram de outras feiras e concursos nacionais. “Participar desse tipo de atividade é muito importante porque eles estão no terceiro ano, é o nosso último contato, então é bom que eles levem essas experiências para a vida deles. Ganhar esses troféus é muito importante tanto para mim como educadora quanto para eles como alunos. É uma participação que eu tenho na vida deles”, ressaltou. Para o estudante Mateus Tomazeli, além do troféu, todos estão levando muito conhecimento e experiência para casa. “É bom ver que quando a gente se esforça e pesquisa os resultados aparecem”, finalizou. 

Confira todos os vencedores da 15ª Feiras de Ciências UPF:

Ensino Médio

1º lugar: Fonte Cristalina: patrimônio histórico, natural e urbanístico - Escola Estadual de Ensino Médio Professora Adelaide Picolotto

2º lugar: Turismo Sustentável: influência dos orgânicos nas feiras ecológicas – Integrado UPF

3º lugar: Rodando para o futuro – Escola Estadual de Ensino Médio Ernesto Tochetto

Ensino Técnico

1º lugar: Máquina para a produção de embalagens biodegradáveis para o plantio de mudas - Colégio Agrícola Estadual Ângelo Emílio Grando

2º lugar: A arte milenar do consumo de chás aliada a desidratação de ervas medicinais: uma alternativa para o campo – Colégio Agrícola Estadual Ângelo Emílio Grando

3º lugar: Extrato pirolenhoso: uma alternativa para a redução da poluição na produção de carvão vegetal e ao combate de ervas daninhas – Escola Estadual Técnica Celeste Gobatto

Galeria de Vídeos