Notícias UPF

Vestibular UPF: quebrando paradigmas

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Camila Guedes

Aos 50 anos, Ana Paula Di Domenico ingressou em sua primeira graduação na UPF pelo programa Recomeçar Plus. Assim como qualquer acadêmico, ela compartilha a ansiedade e o desejo de aprender e de descobrir novos pontos de vista

“Isso, mãe, vai para a faculdade porque você vai quebrar paradigmas”. Com o incentivo da filha, Isadora, Ana Paula Di Domenico sai todo dia de Carazinho e vem para Passo Fundo, onde cursa Artes Visuais na Universidade de Passo Fundo (UPF). Aos 50 anos e em sua primeira graduação, a acadêmica, assim como qualquer outro, vive a ansiedade e o desejo de aprender e de descobrir novos pontos de vista. 

A escolha pelo curso foi algo natural para Ana Paula. “As mulheres da minha família são muito habilidosas, então sempre convivi num universo de pintura, de bordado, de trabalhos manuais, e isso sempre me encantou. Desde muito cedo comecei a pintar e ao longo da vida fui buscando aprender as coisas que mais me chamavam atenção, mas eu queria mesmo era aprender sobre história da arte, e esse universo todo sempre me encantou. E o curso de Artes Visuais era o que atendia às minhas necessidades, à minha busca”, conta.  

O incentivo para realizar o sonho veio, além da família, claro, também pelo programa Recomeçar Plus, que na época em que Ana Paula ingressou, além dos 50% de desconto, também incluía apenas a prova de redação. “Se eu tivesse que fazer um vestibular com uma prova que incluísse questões de exatas talvez eu não tivesse coragem de voltar. Por isso, digo que sim, o programa foi decisivo para que eu entrasse na universidade”, pontua. 

Desafio e aprendizado
Ana Paula ingressou no início de 2019 e conta que o primeiro semestre, até perceber que sim, ela daria conta do recado, foi sofrido. “Eu tinha muito medo de não conseguir acompanhar meus colegas por serem bem mais jovens, por estarem em outro pique. A insegurança, a ansiedade, passei por tudo isso e ainda agora em algumas matérias, porque me exige algumas coisas, alguns entendimentos, que me são novos”, comenta.  

Segundo a acadêmica, que trabalha em um ateliê de artes próprio, o universo acadêmico é completamente diferente do que estava acostumada. “Sempre achei que a faculdade iria agregar meu trabalho e que eu conseguiria fazer uma ponte bacana, mas o mundo acadêmico é completamente diferente do que eu vivia. Então, está sendo um aprendizado incrível para mim e um desafio ao mesmo tempo, porque não deixa de ser uma quebra de paradigmas, não vou dizer diária, mas seguidamente me vejo passando a entender as coisas de uma outra maneira e isso é muito legal”, destaca. 

Outros pontos de vista
Apesar das dificuldades e da insegurança iniciais, ao longo do curso, Ana Paula foi percebendo que, diferente dos colegas mais jovens, que ainda estão em uma fase de descobertas e não sabem muito bem o que estão buscando, ela ingressou sabendo exatamente o que queria.

Em função disso, a acadêmica garante que o tempo que passa dentro da Universidade é aproveitado ao máximo. “O tempo que estou aqui é um tempo que estou deixando de passar com a minha família ou deixando de fazer outras coisas, então me dedico o possível para que eu aproveite da melhor forma”, frisa Ana Paula destacando ainda a ansiedade de aprender e de conhecer coisas novas. 

“Está sendo um aprendizado incrível para mim e um desafio ao mesmo tempo, porque não deixa de ser uma quebra de paradigmas, não vou dizer diária, mas seguidamente me vejo passando a entender as coisas de uma outra maneira e isso é muito legal”

Ana Paula Di Domenico, acadêmica de Artes Visuais

De acordo com ela, foi exatamente isso que a levou para dentro da faculdade. “Essa vontade de aprender, de conhecer outras coisas, outros pontos de vista e isso está sendo muito interessante. Inclusive minha filha diz ‘isso mãe, vai para a faculdade, porque você vai quebrar paradigmas lá’ e não deixa de ser. Porque o mundo acadêmico é muito interessante, ele lhe faz ver as coisas por outros ângulos e com isso você aprende, você cresce muito mais”, finaliza. 

Vestibular de Verão UPF
Se você está pensando em pensando em realizar seu sonho de ingressar em um curso superior, ou mesmo voltar a estudar, a UPF está com inscrições abertas para o Vestibular de Verão UPF. E para quem, assim como Ana Paula, tem mais de 35 anos, a UPF oferece o Programa Recomeçar Plus, que prevê 50% de desconto nas mensalidades e prova única de redação para todos os cursos, com exceção de Medicina. 

Entre as opções disponíveis, estão 57 cursos de graduação em sete áreas do conhecimento: tecnologia; engenharia, arquitetura e exatas; saúde e bem-estar; ciências agrárias e biológicas; comunicação e artes; ciências sociais aplicadas; e educação e humanidades. A prova será na sexta-feira, dia 15 de novembro, às 14 horas e as inscrições podem ser feitas até 11 de novembro pelo site vestibular.upf.br

Acesse o site e conheça todos os cursos disponíveis.