Notícias UPF

UPF integra projeto sobre avaliação de estudantes da saúde

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Reprodução/UPF

O Centro de Desenvolvimento Docente para o Ensino (CDDE), criado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, em parceria com outras seis instituições de ensino superior em saúde do Brasil, dentre elas a Universidade de Passo Fundo (UPF), por meio dos cursos de Medicina, Farmácia e Medicina Veterinária, começou esta semana a primeira etapa de seu projeto patrocinado pelo National Board of Medical Evaluation USA (Conselho Norte-Americano de Examinadores Médicos - NBME). Participam, pela UPF, os professores dos cursos de Medicina Dra. Lisia Hoppe, do curso de Farmácia Dra. Carla Beatrice Crivelaro Gonçalves e do curso de Medicina Veterinária Dr. Ricardo Zanella.

Até o dia 10 de novembro, os gestores das instituições do Conselho Norte-Americano de Examinadores Médicos participam de uma oficina em Ribeirão Preto, juntamente com as convidadas Brownie Anderson, do próprio NBME, e Sylvia Heeneman e Suzanne Schut, da Universidade de Maastricht, na Holanda. A equipe trabalha no desenvolvimento do projeto de Avaliação do Estudante – Avaliação Programática, contemplado por financiamento da instituição norte-americana.

Com um dos três projetos aprovados pelo edital da NBME, dentre as 15 propostas apresentadas por universidades de cinco países da América Latina, a proposta da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto pretende elaborar, por meio das instituições participantes, “programas bem definidos de avaliação dos estudantes dos diversos cursos, com aperfeiçoamentos claros em relação à situação atual”, afirmam os responsáveis. Os programas devem empregar os métodos mais efetivos de avaliação de conhecimentos e de habilidades clínicas, além da maior ênfase na avaliação formativa.

A Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto lidera o projeto com os cursos de Medicina, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Além dos cursos da UPF, são parceiros os cursos de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP); Medicina, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR); Medicina da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); Medicina e Enfermagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP); Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); e Medicina da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.