Notícias UPF

Presença de mulheres fortalece a área de ciências agrárias e biológicas

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Arquivo/UPF e arquivo pessoal

Pesquisas apontam um aumento no número de mulheres em profissões como Medicina Veterinária e Agronomia. Na UPF, o índice de acadêmicas no curso de Agronomia já chega a 34%

Diz a história que foram as mulheres que descobriram a agricultura. Mas por muito tempo, elas foram coadjuvantes na área das ciências agrárias e biológicas. Esse cenário, no entanto, vem mudando bastante nos últimos anos. Na Medicina Veterinária, por exemplo, dos 118 mil médicos-veterinários em atividade no país, 49% são mulheres.

Em profissões no ramo da agronomia e do agronegócio, essa mudança também já pode ser notada. No curso de Agronomia da Universidade de Passo Fundo (UPF), o melhor do estado entre as instituições privadas, as mulheres representam 34% do total de acadêmicos. 

Quem se prepara para seguir em uma dessas profissões concorda que a pirâmide está invertendo. Segundo a acadêmica do curso de Medicina Veterinária Isadora Fappi, hoje, existe uma frequência maior de mulheres se graduando nessas profissões.  

Isadora Fappi, acadêmica de Medicina Veterinária
Isadora Fappi, acadêmica de Medicina Veterinária

Isadora vê a presença das mulheres na área como algo muito interessante. “Pesquisas já comprovam que nós temos uma maior sensibilidade com o paciente. Mas acredito que é muito importante mostrar para aquela antiga sociedade, que acreditava que a mulher não era capaz de executar, por exemplo, o manejo de grandes animais, que nós temos capacidade”, comenta. 

“Juntas nós fortalecemos o agro”
No mercado de trabalho, a percepção é a mesma da academia. A engenheira agrônoma Tainara Dal'Asta atua na Cooperativa Tritícola Sarandi Ltda (Cotrisal). De acordo com ela, no espaço onde trabalha, vê o espaço das mulheres crescendo cada vez mais. “Ainda existe o preconceito, mas pouco a pouco vamos vencendo ele e conquistando nosso espaço”, pontua. 

Tainara Dal'Asta, egressa do curso de Agronomia

Egressa da UPF, ela acredita que o papel da mulher na área das ciências agrárias e biológicas é de grande importância. “A mulher traz mais responsabilidade, credibilidade para o agro. Vem quebrando barreiras onde só predominavam os homens e mostrando do que é capaz. Acredito que juntas nós fortalecemos cada vez mais o agro e aumentamos nosso espaço”, diz. 

Por que escolher um curso na área de ciências agrárias e biológicas
Para Isadora, que desde criança sonhou em ser médica veterinária, a dica para quem está pensando em seguir em um curso da área é seguir o coração. “Porque tem que gostar muito”, justifica ela. 

Na opinião da acadêmica, para seguir na profissão é preciso se interessar por animais, gostar de estudar, ter curiosidade e não desistir fácil. “É um curso que lhe desafia a cada minuto, que lhe instiga a ser uma pessoa melhor para que você possa contribuir da melhor maneira possível com a sociedade, com o leque de opções que o curso oferece, na área que for, e assim conseguir ter um equilíbrio entre o paciente, o homem, a sociedade e o meio ambiente”, frisa. 

Já para Tainara, cuja escolha pela Agronomia veio de casa em razão da paixão do pai pela lavoura, a Agronomia é uma das profissões do futuro, e, segundo ela, quem seguir nesse caminho não irá se arrepender. Mas a egressa também ressalta que é preciso ter amor pela profissão. “Diria também para aproveitar ao máximo o conteúdo passado pelos professores e sempre se manter confiante e nunca desanimar, pois mulheres que sabem o que querem sempre conseguem seu espaço”, complementa. 

“Vejo que cada vez mais a sociedade se habitua com a mulher atuando com pequenos e grandes animais, em laboratórios, em locais de inspeção – atividade que também é vista como masculina –, no manejo com animais silvestres, enfim, no grande leque de possibilidades da área. Acredito que isso é muito interessante, porque eu, como mulher, já me vejo crescendo no saber lidar com diferentes situações, desde mais simples até complexas”. 

Isadora Fappi, acadêmica de Medicina Veterinária

Vestibular de Verão
Tem amor pelos animais ou pelo campo, assim como a Isadora e a Tainara? A UPF está com inscrições abertas para o Vestibular de Verão para quatro cursos na área de Ciências Agrárias e Biológicas: Gestão do Agronegócio, Agronomia, Ciências Biológicas e Medicina Veterinária. 

Escolha o que mais tem a ver com o seu perfil e inscreva-se pelo site vestibular.upf.br até o dia 11 de novembro. A prova única de redação ocorre no dia 15, sexta-feira, às 14 horas, com várias novidades. Acesse o site e saiba mais.