Notícias UPF

Medalhas são entregues aos vencedores da OBMEP

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Natália Fávero

Região contou com mais de 145 municípios inscritos na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP)

A Universidade de Passo Fundo (UPF) mais uma vez foi sede da Cerimônia Regional de Premiação da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O evento foi realizado na tarde desta sexta-feira, 7 de junho, no Centro de Eventos da UPF. Em sua 14ª edição, mais de 74 estudantes foram agraciados com as medalhas de prata (14) e de bronze (33). Os medalhistas de ouro (6) receberam o diploma de participação durante a cerimônia e receberão a medalha no dia 8 de julho, em Salvador. Professores, escolas e secretarias de educação também foram premiados pela dedicação e colaboração com a OBMEP.

A OBMEP é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O público-alvo da OBMEP é composto de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até último ano do Ensino Médio. Em 2018, mais de 18 milhões alunos de participaram. A Olimpíada foi criada para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área. “Muitos desses medalhistas retornam a Universidade como nossos estudantes. Essa Olimpíada é muito importante para a área das exatas, porque desperta a questão do raciocínio, o gosto e o interesse pela Matemática a comunidade percebe o quão importante é a Matemática e o quanto ela pode alavancar talentos e melhorias para os próprios estudantes”, ressaltou a professora da UPF, Me. Neuza Terezinha Oro, coordenadora da OBMEP da região Norte do Estado.

O vice-reitor de Graduação da UPF, professor Dr. Edison Alencar Casagranda, disse que esses estudantes são modelos para a sociedade. “Precisamos de modelos reais, inteligentes e que raciocinem bem. Que possam ler o mundo a partir da matemática, da filosofia, da história. Vocês são modelos reais, são referências, primeiro para vocês mesmos, e depois para os seus colegas. Vocês inspiram os outros. Há muitas coisas por trás da matemática, porque ela estimula a capacidade de raciocínio. Essa ação está contribuindo para qualificar culturalmente o país. Parabéns a todos os envolvidos”, declarou Casagranda.

Também participaram da cerimônia o coordenador do Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC), professor Dr. Marcio José Miotto (UFSM), a coordenadora do curso de Matemática da UPF, professora Me. Maria de Fátima Baptista Betencourt, a coordenadora da 15ª Coordenadoria Regional de Educação, Andréia Lazzari Ascari, o prefeito de Ilópolis, Edmar Pedro Rovadoschi, e a secretária de Educação de Mariano Moro, Adelaide Maria Capeletti Janisch.

O evento contou ainda com uma homenagem à professora Rosa Maria Tagliari Rico, que por 14 anos organizou e conduziu a OBMEP na região Norte. A Orquestra de Câmara da UPF realizou a apresentação musical de abertura da Cerimônia.