Notícias UPF

Internacionalização virtual é tema de webinar do Comung

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Reprodução

O Grupo de Trabalho de Internacionalização, composto pelos assessores internacionais das universidades do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas – Comung, promoveu nesta quarta-feira, 3 de junho, o webinar “Internacionalização Virtual: A Importância das Ações Cooperativas”, que foi transmitido pelo YouTube. O objetivo do encontro virtual foi de sensibilizar as comunidades acadêmicas das Instituições parceiras, para a importância de se repensar os modelos de internacionalização existentes, considerando o aumento das dificuldades de mobilidade física durante este período de pandemia. Apesar de não ser um tema novo, os “intercâmbios virtuais” têm sido muito debatidos devido à situação mundial.

A reitora da Universidade de Passo Fundo (UPF), professora Dra. Bernadete Maria Dalmolin, participou do encontro e destacou que o webinar trouxe diferentes perspectivas para que seja possível aprofundar a discussão interna na UPF. “Temos certeza do potencial da Instituição para a internacionalização e novas parcerias são fundamentais neste processo”, pontuou a reitora.

O encontro contou com a fala do professor e assessor chefe de Relações Externas da UNESP, Dr. José Celso Freire Junior; da reitora da Universidad Veracruzana (México), Dra. Sara Ladrón de Guevara; do professor e coordenador do Centro Internacional da Universidad La Salle, Cidade do México, México, Dr. Roberto Pozos; e da chefe de Desenvolvimento de Práticas Docentes da Universidad La Salle, Cidade do México, México, Dra. Olga Meza. A mediação foi realizada pelo assessor de Assuntos Internacionais da Unilasalle Canoas, Dr. José Alberto Antunes de Miranda e pela coordenadora da Assessoria para Assuntos Internacionais da Unisc e cordenadora do GT de Internacionalização do Comung, Cristiana V. Mueller.

Participaram do webinar diferentes professores e gestores da UPF, vinculados à graduação, pesquisa e extensão, tendo em vista a relevância do tema para os estudos e para o processo de reforma curricular, pelo qual os cursos da UPF estão passando.

De acordo coordenadora da Assessoria Internacional (AI) UPF, Dra. Luciane Sturm, a UPF em conjunto com as demais instituições envolvidas necessita ampliar as discussões pensando em modelos mais amplos, cooperativos, inclusivos e democráticos de internacionalização, para que mais estudantes e professores possam ter experiências internacionais, ampliando suas competências interculturais.

A AI UPF informou, também, que vem participando de uma agenda de eventos on-line, tanto do Brasil quanto do exterior, para subsidiar as discussões internas.