Notícias UPF

Integrado UPF comemora 30 anos

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Natália Fávero e Nexjor/UPF

O aniversário ocorreu no dia 13 de novembro com uma solenidade na UPF

A data de fundação do Centro de Ensino Médio Integrado UPF foi comemorada com uma solenidade no auditório da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da Universidade de Passo Fundo (Feac/UPF), na quarta-feira, 13 de novembro. A solenidade dos 30 anos da Instituição contou com homenagens a professores, funcionários e estudantes que fazem e fizeram parte dessa história, bem como a demais pessoas que contribuíram com a trajetória do Integrado. Um livro em alusão às três décadas e a nova logomarca da escola também foram lançados no evento.

Fundado no dia 13 de novembro de 1989, o Centro de Ensino Médio Integrado UPF atua na promoção do autodesenvolvimento do educando como ser humano, no seu preparo para o exercício da cidadania e no desenvolvimento de suas aptidões para o trabalho. Mantido pela Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF), o Integrado UPF, na sua criação, oferecia apenas o 2º Grau – hoje ensino médio –, e, em 1994, passou a oferecer, também, cursos de educação profissional em níveis auxiliar e técnico. Atualmente, a escola atende a mais de 600 alunos, que buscam o aprendizado nas aulas de ensino médio e nas sete opções de cursos técnicos. 

Entre ensino médio e técnico, o Integrado já formou cerca de 8 mil pessoas e sua principal marca está na valorização dos alunos, dos professores e funcionários da Instituição. Essa é a opinião do diretor da escola, Jonir Dalbosco, que está na sua quarta gestão consecutiva e que faz parte do Integrado há 25 anos. “A principal marca do Integrado está na valorização do ser humano, do professor, do funcionário e dos alunos. Quando valorizamos as pessoas que fazem parte da nossa instituição, essas pessoas se sentem pertencentes e constroem o mundo deles e melhoram o mundo nosso”, ressaltou o diretor, pontuando que a escola está sempre em destaque nos resultados de concursos de vestibulares e do Enem, sendo o sexto ano consecutivo que a Instituição fica em primeiro lugar no Enem entre as escolas de Passo Fundo, bem como é sucesso na educação profissional.

Para se tornar uma das melhores escolas do Rio Grande do Sul, o Integrado UPF sempre contou com pessoas dedicadas com a qualidade do ensino e com a formação humana e cidadã dos seus estudantes. Uma das pessoas que faz parte dessa trajetória é a professora Valéria Gehm da Costa, primeira diretora da escola, com uma gestão de 18 anos. “Me sinto muito feliz com o crescimento do Integrado. Foi um desafio muito grande ser a primeira diretora de uma escola que nasceu com uma proposta inovadora, corajosa, cujos resultados podemos ver hoje, com a realização dos diversos estudantes que passaram por aqui. É um orgulho imenso”, destacou Valéria.

Uma das professoras homenageadas no evento foi Marlei Morais. “Atuei durante 21 anos no Integrado, na coordenação do serviço de orientação educacional. O Integrado representa muitas coisas na minha vida. Sempre falo que, no período em que estive lá, criei e formei meus filhos, fiquei vó, fiz pós-graduação e mestrado. Ficava mais tempo no Integrado do que em casa”, revela Marlei.

O evento também foi uma forma de reunir e rever muitos atores dessa história, em especial os alunos, protagonistas e razão de existir de uma escola. “Fui da primeira turma. O Integrado na época era uma escola que chegou com uma proposta diferente de ensino, com turno integral, com laboratórios de física, química, biologia. Era uma grande novidade. Meus pais adoraram a ideia. Esta escola dá muita sorte pra gente. Faz parte da história da gente e a gente também faz parte da história dela. Fico bem feliz que a escola cresceu”, destacou a relações públicas Rafaela Pavin, da primeira turma do Integrado.

O início da história do Integrado e os resultados positivos foram destacados também pelo presidente da FUPF, professor Me. Luiz Fernando Pereira Neto. “No Integrado, a construção do conhecimento transcendia as páginas dos livros e ocupava laboratórios especializados e espaços privilegiados. Os adolescentes em formação se inseriam em ambientes de aprendizagem, de crescimento e de amadurecimento, tanto em nível intelectual quanto pessoal e profissional. Criava-se uma escola pautada em princípios filosóficos e pedagógicos que despertavam nos educandos a consciência da realidade, envolvendo, além da formação básica dos alunos nos aspectos humanistas e científicos, seu desenvolvimento integral como ser humano”, enfatizou o presidente da FUPF. 

O evento também contou com a apresentação da Big Band UPF.