Notícias UPF

Curso de extensão vai debater o Direito Digital e o Marketing Politico

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

A tecnologia presente no processo eleitoral brasileiro, os desafios e as situações surgidas dessa relação são pontos que serão debatidos no curso de extensão Direito Digital e Marketing Político, promovido pela Universidade de Passo Fundo (UPF). Com inscrições abertas até 6 de setembro, o curso ocorrerá de forma on-line no dia 15 de setembro. Clique aqui e inscreva-se. 

Para os organizadores do curso, o processo eleitoral brasileiro possui uma inevitável vocação à tecnologia. Não apenas pela inovação da urna eletrônica, ou pela automação da apuração dos votos, mas sim por suas diversas faces em contato com a internet e tecnologia. Desde a criação da Justiça Eleitoral em 1932, o primeiro Código Eleitoral Brasileiro já trouxe a previsão de uma máquina de votar, pretendendo automatizar o processo eleitoral facilitando sua execução e operação. 

Contudo, não são apenas facilidades que a tecnologia provoca no processo eleitoral. Apesar de facilitar sua concretização, a tecnologia impõe novos desafios como a necessidade de enfrentar o tema das notícias falsas, as conhecidas Fake News, ou ainda a utilização da micro segmentação e do Big Data na campanha eleitoral. 

Na opinião da responsável pela atividade, professora Juliana Kuhn da Silva, hoje é possível conversar com qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo sem sair de casa. Ao organizar o encontro, ela lança a pergunta: se a internet é capaz de fazer tudo isso e, muito mais, por que não estaria no centro do debate político-eleitoral? Para Juliana, a internet mudou a referência da velocidade e as relações entre as pessoas. “O mundo virtual cada vez mais se funde ao real e, este, é o cenário e o produto de nosso tempo. Mas como lidar com os problemas das notícias falsas, da produção de comentários automatizados, como identificar o discurso completo de um candidato sem cair na armadilha de ouvir apenas o que você quer ouvir e perder a chance de conhecer o seu candidato de forma plena? São esses os objetivos deste curso que com metodologia participativa trará a oportunidade de simular situações e encontrar soluções para desafios sobre o tema”, pontua.

Entre as temáticas que serão abordadas, estão pontos como Quando e como a Internet entrou na política; Desafios específicos da Internet; O que é o Direito Eleitoral Digital; Propaganda eleitoral permitida e proibida na Internet; Conteúdo digital de terceiro, editorial, orgânico e impulsionado; Regras e experiências do impulsionamento; Eleições e os buscadores de conteúdo e redes sociais; Responsabilidade de provedores pelo conteúdo de terceiros; Desinformação online (fake news e deep fake); Big data e micro segmentação; Investigação digital eleitoral na prática, Remoção de conteúdo e Crimes eleitorais digitais.