Notícias UPF

Capes aprova doutorado profissional em Ensino de Ciências e Matemática da UPF

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Arquivo/UPF

Universidade alcança o seu nono doutorado, sendo o de Ensino de Ciências e Matemática o primeiro na modalidade profissional

A Universidade de Passo Fundo (UPF) conquista o doutorado profissional em Ensino de Ciências e Matemática, por meio do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PPGECM), que já tinha o curso de mestrado. Com mais essa aprovação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a UPF passa a contar com nove cursos de doutorado. Esse é o primeiro na modalidade profissional, o que demonstra o vínculo, direto, à sala de aula e à prática pedagógica como possibilidade de intervenção e de transformação, visando produzir conhecimentos para a sociedade, atendendo a demandas específicas e a arranjos produtivos com vistas ao desenvolvimento nacional, regional ou local.

A Capes aprovou e recomendou o doutorado profissional em Ensino de Ciências e Matemática na quinta-feira, 28 de novembro. O curso de filia à área de concentração “Ensino de Ciências e Matemática” e tem duas linhas de pesquisa: “Práticas educativas em ensino de Ciências e Matemática” e “Tecnologias de informação, comunicação e interação aplicadas”.

Com mais de 50 anos de tradição no ensino, na pesquisa e na extensão, a UPF mantém programas de pós-graduação reconhecidos pela qualidade e inovação das pesquisas e pela produção científica consistente, disponível em publicações nacionais e internacionais. “A UPF consolida ainda mais o seu stricto sensu. O doutorado profissional em Ensino de Ciências e Matemática foi aprovado com louvor e teve todos os itens bem avaliados. Já temos doutorados acadêmicos e este é o nosso primeiro profissional, que tem esta característica de levar a pesquisa e aplicá-la direto na sala de aula, sendo menos teórica e mais prática. Certamente, teremos um impacto muito grande na formação de professores na região e no desenvolvimento de novos produtos educacionais”, destacou o vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UPF, professor Dr. Antônio Thomé.

Uma das características dessa modalidade profissional também é promover a articulação integrada da formação profissional com entidades diversas, visando melhorar a eficácia e a eficiência das organizações escolares públicas e privadas por meio da solução de problemas e geração e aplicação de produtos e processos de inovação apropriados. “O doutorado profissional tem esse caráter de chão da escola, elaborando produtos e projetos educacionais para a melhora da qualidade de ensino da educação básica e superior, como os demais programas. Mas o seu grande eixo é elaborar estratégias educacionais capazes de melhorar a educação de toda a área de Ciências e Matemática. É um grande diferencial e um ganho para a região”, comenta o diretor do Instituto de Ciências Exatas e Geociências (Iceg), professor Dr. Luiz Marcelo Darroz.

A qualidade do corpo docente do Programa – com professores doutores experientes no campo da educação e das áreas específicas do curso, maturidade científica e com orientação a nível de graduação ou de pós-graduação – contribuiu para a aprovação do doutorado, que deve iniciar sua primeira turma em março de 2020. “Foi uma proposta desenhada neste ano e estamos muito felizes que tenha sido analisada e aprovada positivamente pela Capes em todos os quesitos, ainda em 2019, quesitos esses que envolvem a estrutura da proposta com suas disciplinas e cargas horárias, corpo docente, infraestrutura, produtividade docente, capacidade de pesquisa, entre outros”, destaca a coordenadora do PPGECM, professora Dra. Cleci Teresinha Werner da Rosa, enfatizando o apoio das prefeituras da região, que referendaram a proposta de criação do doutorado, apoiando essa formação continuada dos professores da rede de ensino por meio de um doutorado profissional em Ensino de Ciências e Matemática, parceria essa que reafirma o compromisso da UPF com a comunidade.

Qualificação em múltiplas áreas

A Universidade está articulada com uma política nacional de pós-graduação, atendendo aos critérios de qualidade da Capes, órgão nacional que avalia e regulamenta a certificação na área. Atualmente, a UPF conta com 15 programas de pós-graduação – que oferecem 15 cursos de mestrado e, agora, 9 de doutorado, além da possibilidade de realização de estágio pós-doutoral –, que proporcionam aos discentes um alto nível de qualificação, seja para o trabalho em empresas ou instituições públicas e privadas, seja para a área acadêmica ou da pesquisa. A UPF aguarda, em breve, a aprovação do mestrado em Medicina e do doutorado em Direito.
 
Conheça mais sobre o PPGECM no site  e todos os diferenciais dos cursos de mestrado e doutorado da UPF acessando aqui.