Notícias UPF

A viagem precursora de uma operação histórica

  • Por: Texto: Nexjor/Edição: Assessoria de Imprensa UPF
  • Fotos: Divulgação

Professoras da Universidade de Passo Fundo estão no estado de Rondônia para últimos ajustes da Operação Cinquentenária do Projeto Rondon

“Esta vai ser a maior e melhor Operação do Projeto Rondon”. Foi com essa frase que o general Costa Neves, comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, recepcionou os professores das 16 Instituições de Ensino Superior (IES) da Operação Cinquentenário do Projeto Rondon, que acontece de 7 a 23 de julho em 15 municípios de Rondônia. A professora Ana Maria Migott, coordenadora do conjunto A Operação Cinquentenário, que, na UPF, é vinculado à Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (VREAC), e a professora Nadja Hartmann, da Faculdade de Artes e Comunicação (FAC), coordenadora do grupo C, responsável pela cobertura jornalística da Operação, estão no estado de Rondônia, em uma viagem precursora em preparação às ações que serão realizadas nos municípios. Os professores coordenadores das equipes permanecem até sexta-feira, 7 de abril, no estado.

Na solenidade de recepção realizada nas dependências do 5º Batalhão de Engenharia e Construção (BEC), em Porto Velho, os professores também participaram de palestras ministradas pelo gerente do Projeto, Coronel Yatabe, pelo coordenador-geral, Brigadeiro César, e ainda pelo coordenador da Operação Cinquentenário, Capitão de Fragata, José Antônio.

Após serem recepcionados no 5º BEC, os professores das IES se deslocaram para os municípios selecionados para fazer parte da Operação que contará com 310 rondonistas. São eles: Alto Paraíso, Alvorada do Oeste, Buritis, Cacaulância, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Guajará-Mirim, Itapuã do Oeste, Monte Negro, Nova Mamoré, Rio Crespo, São Miguel do Guaporé, Teixeirópolis e Urupá. A Operação ainda irá contar com duas equipes de rondonistas junto às comunidades ribeirinhas de Porto Velho.

Denominada Rondônia Cinquentenário, a Operação que acontece em julho é especial por celebrar meio século do Projeto Rondon e por ocorrer no estado que tem o Marechal Cândido Rondon como patrono.