Projeto Rio Passo Fundo

O Projeto Rio Passo Fundo tem patrocínio do Programa CAIXA de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro 2017/2018, e é desenvolvido pelo Museu de Artes Visuais Ruth Schneider com o apoio do Museu Histórico Regional, do Museu Zoobotânico Augusto Ruschi e do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Passo Fundo. O projeto contempla exposições, expedições e a construção de um banco de dados a respeito do Rio Passo Fundo. Assim, reconhecendo a sua importância como patrimônio paisagístico, natural, histórico, político e econômico. 

O Projeto envolve os 30 municípios da Bacia Hidrográfica do Rio Passo Fundo, e está sendo desenvolvido desde o ano de 2017 e irá até 2018. Foram realizadas cinco expedições que percorreram nove municípios - Passo Fundo, Pontão, Ipiranga do Sul, Campinas do Sul, Cruzaltense, Ronda Alta, Entre Rios do Sul, Nonoai, Faxinalzinho e Goio-En - em busca de informações e vestígios históricos e ambientais sobre o Rio Passo Fundo. As exposições serão abertas à visitação em 17 de julho de 2018. 

O Rio Passo Fundo existia muito antes do município levar seu nome. Ele foi um marco muito importante para os tropeiros, que usavam o espaço vau do Rio para a sua localização. De acordo com Gehen (2008) a origem do nome Rio Passo Fundo foi dado pelos índios colorados GOIO-EN que significa muita água, rio fundo, e traduzindo para nossa língua tornou-se Passo Fundo. 

Para mais informações visite o site: http://www.upf.br/riopassofundo/