Notícias UPF

UPF é referência na formação de professores

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação/UPF

Vice-reitora de Graduação da UPF, Rosani Sgari, proferiu palestra em evento que reuniu universidades federais, estaduais e comunitárias para debater a formação de professores no Brasil

A Universidade de Passo Fundo (UPF) participou de um evento promovido pela Associação de Escolas Superiores de Formação de Profissionais de Ensino (AESOFUPE) que ocorreu no último dia 30 de outubro, na PUCRS. A atividade reuniu universidades federais, estaduais e comunitárias para debater a temática “Os desafios e as perspectivas da formação de professores no Brasil”, com a presença da diretora de Formação e Desenvolvimento dos Profissionais da Educação Básica – SEB/MEC, Silvia Araújo Donnini.

Convidada pela AESOFUPE, a vice-reitora de Graduação da UPF, professora Rosani Sgari, ministrou a palestra de abertura, intitulada “Reflexão sobre as experiências de formação de professores na UPF”. Na oportunidade, a professora Rosani relatou a trajetória percorrida pelas 13 licenciaturas da Instituição para possibilitar a adequação dos currículos e o cumprimento da Resolução CNE/CP no 2/2015, que instituiu as novas Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada.

Em sua manifestação, Rosani destacou a estratégia institucional proposta para articular os cursos em um processo colaborativo e coletivo de discussão e formação: o Fórum das Licenciaturas. Instituído em setembro de 2015 e acompanhado pela Vice-Reitoria de Graduação, o Fórum reuniu coordenadores de curso e de Áreas Institucionais, Diretores, Núcleos Docentes Estruturantes e membros dos colegiados das licenciaturas com o objetivo de analisar as novas diretrizes e (re)pensar os projetos pedagógicos, para a qualificação do percurso formativo dos estudantes.

Ao acompanhar a experiência da UPF com o Fórum das Licenciaturas, Silvia demonstrou sua surpresa com o processo desenvolvido pela Instituição, considerando a metodologia adotada e os resultados obtidos. Ao longo de dois anos, o Fórum realizou 30 encontros, permeados de estudos, debates, interlocuções, proposições e decisões que foram fundantes na construção do texto institucional que subsidiou a reforma dos cursos de formação de professores da UPF. Para além do cumprimento das novas Diretrizes Curriculares Nacionais, as Licenciaturas da UPF se tornaram referência pela forma como organizaram a socialização de experiências educativas bem sucedidas e a prospecção de novas iniciativas nos dez Grupos de Trabalho que se originaram dentre os participantes do Fórum.

Ainda, chamou a atenção de todos os participantes do evento a representatividade institucional, no processo de construção dos novos projetos pedagógicos, que se estendeu para além dos NDEs e Coordenadores dos Cursos. Todas as Vice-Reitorias da UPF (de ensino, pesquisa, extensão e administrativa), bem como integrantes dos Programas de mestrado e doutorado de vínculo com as licenciaturas, e de setores de gestão acadêmica-administrativa (como Setor de Apoio Pedagógico, Setor de Atenção ao Estudante, PIBID, Divisão UPF Virtual, Comissão de Graduação e Divisão de Graduação) também participaram e contribuíram significativamente para a conclusão das reformas curriculares dentro do prazo estabelecido e com a qualidade desejada. “Completamente inovados e consubstanciados por um profundo processo de formação de professores, a UPF consolida mais uma vez a sua marca, a sua trajetória e sua notoriedade com relação à formação de professores da Educação Básica”, afirma a vice-reitora.

Os cursos de Licenciatura da UPF que passaram por reformas curriculares nos últimos dois anos são: Artes Visuais, Ciências Biológicas, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras - Português e Espanhol, Letras - Português e Inglês, Matemática, Música, Pedagogia e Química. Com processo seletivo aberto para inscrições, a UPF oferta atualmente 12 licenciaturas para ingresso no Vestibular de Verão 2018.

Universidade e formação

O registro do processo está descrito na obra intitulada “Universidade e Formação”. Organizada pelos professores da UPF e publicada pela UPF Editora, a obra já está em plena circulação nas Instituições de Educação Superior e no MEC. “O que construímos coletivamente na UPF foi reconhecido pelo MEC como modelo, exemplo e inspiração. Ficamos felizes com o reconhecimento e tão surpresos como a CAPES/MEC, pois não esperávamos por esta deferência. A UPF foi, é e continuará sendo referência na formação de professores. Experiência, tradição e confiabilidade se somam a sua capacidade de mudança, de inovação e de adequação ao contemporâneo, mas com olhar atento a sua missão e valores”, enfatiza Rosani.

O livro, lançado durante a 16º edição da Jornada Nacional de Literatura, registra o trabalho desenvolvido para a reformulação dos currículos dos cursos de licenciatura, reunindo textos que traduzem parte do embasamento teórico que subsidiou os estudos, assim como o histórico, a descrição e o testemunho dessa experiência positiva de e para a formação docente na UPF. A obra está disponível em formato ebook, através do link www.editora.upf.br/images/ebook/universidade_e_formacao.pdf.