Notícias UPF

Mestrandos do PPGCTA dão início às atividades

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Caroline Simor

Aula inaugural contou com a presença da coordenadora adjunta dos Mestrados Acadêmicos na Área de Ciência de Alimentos Capes

Dando início ao semestre, mestrandos e professores do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos (PPGCTA), participaram, nesta quinta-feira (12), da aula inaugural do curso. A atividade teve a presença da coordenadora adjunta dos Mestrados Acadêmicos na Área de Ciência de Alimentos Capes, professora Dra. Mária Beatriz Glória. A atividade fez parte da programação de um workshop que contou com palestras, apresentação de trabalhos e uma visita ao Parque Científico e Tecnológico da UPF.

Para a coordenadora do Programa, professora Dra. Luciane Colla, o workshop teve como objetivos receber os novos mestrandos, bem como oportunizar um primeiro momento de formação para os estudantes. A presença da professora Dra. Beatriz trouxe, segundo a coordenadora, foi um ganho para todos. “A professora esteve conosco quando estávamos aprovando o Programa e, para nós, é uma alegria tê-la aqui. O evento quer oportunizar aos novos mestrandos e aos que já estão no programa, um momento de interação e também de busca de conhecimento”, destacou.

Presente na abertura do evento, o vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Dr. Antônio Thomé, deus aos boas-vindas para todos e ressaltou a importância da vivência plena da vida na Universidade. “É importante que todos aproveitem a estrutura da UPF, em todos os níveis de atuação, seja aqui na pesquisa, ou no ensino e na extensão. O que queremos é que todos tenham uma excelente experiência no mestrado, que é, na minha opinião, o momento de maior impacto na formação acadêmica”, frisou.

Beatriz lembrou com carinho do período que acompanhou a instalação do PPGCTA. Segundo ela, a realização dos avaliadores é voltar e verificar que o curso está andando e produzindo. Em sua fala, abordou questões técnicas da Capes, mas também aproveitou para trazer um pouco da sua atuação enquanto pesquisadora. “Além de falar sobre a sistemática de avalição da Capes, vim para trocar ideias, ouvir duvidas e falar sobre a minha área de atuação que são as Aminas bioativas, substancias presentes nos alimentos, com propriedades funcionais relevantes. Vamos abordar, entre outras questões, o impacto na qualidade de alimentos, saúde e sustentabilidade”, considerou.