Notícias UPF

UPF e Rotary engajados no combate à pandemia

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Recursos serão investidos em equipamentos para o Laboratório de Diagnósticos da Covid-19 que atende 14 municípios da região Norte do RS

O Laboratório de Diagnósticos da Covid-19 da Universidade de Passo Fundo (UPF) foi contemplado com os recursos da Fundação Rotária, por meio do projeto Subsídio Global do Rotary   “Salvando Vidas - Identificando a Covid”. O auxílio, no valor de R$ 167.430,44, será destinado para equipar e capacitar o laboratório visando atender à necessidade da comunidade no desenvolvimento de pesquisa e prevenção ao coronavírus e outras doenças. A iniciativa contou com a intermediação do Distrito 4700 do Rotary Internacional e do Rotary Club Planalto Médio.

A governadora do Distrito 4700 de Rotary Internacional (2021/2022), Evanisa F. Reginato Quevedo Melo, que também é professora da UPF, e teve papel importante na busca e conquista destes recursos, destaca que o Rotary e a Universidade estão engajados em várias frentes de trabalho visando atender às inúmeras demandas regionais e buscar soluções para os problemas que nos atingem de forma tão incisiva “Estes projetos são chamados de Subsídios Globais, pois exigem a participação de um clube de outro país como integrante do projeto, portanto, conseguimos realizar o contato e firmar como parceiro internacional o Rotary E-Club Latinoamérica do México”, frisa.

Equipamentos próprios

Desde maio deste ano, o laboratório da UPF realiza testes para diagnóstico do SARS-CoV-2/Covid19, para 14 municípios da região Norte do RS. Em um primeiro momento, o laboratório foi estruturado com equipamentos de outros espaços de pesquisa da Universidade. “Em virtude da pandemia, esses equipamentos foram redirecionados para atender a demanda de diagnóstico da Covid-19. Com os recursos do Rotary será possível comprar equipamentos próprios para o laboratório e os existentes poderão retornar aos seus espaços de origem”, comenta o professor coordenador do Programa de Pós-Graduação em Bioexperimentação da UPF, Dr. Luiz Carlos Kreutz, responsável por essa frente de trabalho da Universidade

Futuramente, estes equipamentos também poderão ser utilizados para o diagnóstico de outras doenças. “Os novos equipamentos serão utilizados para o diagnóstico da Covid-19 e, posteriormente, a ideia é estender estes diagnósticos para outras doenças do trato respiratório”, revela Kreutz.

Os recursos já estão disponíveis para a Universidade que, neste momento, realiza a cotação dos equipamentos no mercado e, nas próximas semanas, deverá efetivar a compra.