Notícias UPF

PPGL promove Seminário sobre discursos midiáticos

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Jéssica França

Mestrandos e doutorandos do programa apresentam trabalhos relacionados à temática

O Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) deu início, na tarde desta quinta-feira, 16 de maio, ao seminário “Discursos midiáticos: o ódio e a intolerância nas manifestações sociais”. O evento ocorre no auditório do CET, Campus I UPF, onde são apresentados trabalhos desenvolvidos pelos acadêmicos do mestrado e do doutorado em Letras.  

A coordenadora do PPGL, professora Dra. Claudia Stumpf Toldo Oudeste, agradeceu pela presença de todos, destacando a importância do seminário acadêmico. “Nós estamos em um momento acadêmico e me parece que é um momento importante para pensarmos qual é o papel dos estudos linguísticos e literários diante das questões envolvidas no texto. Também, o momento é relevante para avaliarmos qual é o papel do texto nesse contexto em que vivemos”, comentou. 

De acordo com o coordenador do Seminário, professor Dr. Ernani Cesar de Freitas, a primeira edição do evento ocorreu em 2018, reunindo professores e orientandos do programa. “Nesta edição, vamos tratar da análise de discursos, pelas manifestações históricas e culturais de posicionamentos de pessoas, que manifestam algum conteúdo de intolerância, ações verbais que levam a agredir pessoas, fazendo com que elas se sintam incomodadas e prejudicadas. Hoje, temos um problema mundial das relações sociais, envolvendo a agressão verbal”, disse. Ainda conforme Freitas, o objetivo do evento não é falar sobre o senso comum, sobre o que é a agressão, o ódio e a intolerância, mas, de uma forma acadêmica, analisar os discursos e as falas que estão nas redes sociais.

O primeiro estudo apresentado durante o Seminário foi do doutorando Márcio Battisti, que apresenta uma análise sobre uma notícia vinculada na mídia que faz referência a uma questão política. “A notícia foi divulgada no ano passado, é sobre o caso de uma agressão a uma professora no município de Indaial/SC, que foi agredida dentro da sala de aula após ter sugerido que o aluno pegasse o material. O estudante se recusou a atendê-la e acabou agredindo-a física e verbalmente. Então, faço a análise abordando também os comentários dos internautas na publicação da notícia na internet”, comentou Battisti. 

Os trabalhos apresentados estão inseridos na linha de pesquisa Constituição e Interpretação do Texto e do Discurso. O Seminário segue ocorrendo nesta quinta-feira (16), no turno da noite.