Notícias UPF

“O Segredo de Lurdes” estreia no canal do MAVRS no YouTube

  • Por: Thaiane de Almeida. Edição: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Contação de história adaptada da obra de Ruth Schneider, classificada no edital Viva Passo Fundo, será lançada na plataforma nesta segunda-feira, 28 de setembro, às 16h

O Museu de Artes Visuais Ruth Schneider (MAVRS), ligado à Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da Universidade de Passo Fundo (VREAC/UPF), lança nesta segunda-feira, 28 de setembro, a contação da história “O Segredo de Lurdes”, classificada no edital Viva Passo Fundo, da Prefeitura de Passo Fundo. O lançamento será às 16h, no canal do YouTube do Museu.

Para os Museus, editais como o Viva Passo Fundo são importantes para fomentar a cultura. “Esses editais são ferramentas de incentivo que geram recursos para manter a infraestrutura do espaço e para produzir materiais educativos, que são disponibilizados gratuitamente à comunidade”, afirma a funcionária responsável do MAVRS e do Museu Histórico Regional (MHR), Patricia Vivian.

O projeto escrito por Jessica Colet, estagiária do MAVRS e acadêmica do curso de Bacharelado em Artes Visuais da UPF, e Patricia Vivian ficou em 10º lugar na modalidade “B” dos inscritos para o edital. “A iniciativa surgiu com o intuito de democratizar o acesso ao trabalho desenvolvido por Ruth Schneider – artista natural de Passo Fundo que dá nome ao Museu –, bem como explorar novas formas de interação do público com as obras de arte”, destaca Patricia. 

Para Jessica Colet, contadora da história, “poder contribuir para trazer mais visibilidade ao trabalho da Ruth foi um desafio engrandecedor e um grande aprendizado, devido a atuação conjunta dos Museus no projeto”. Da mesma forma, a estagiária do MHR e acadêmica do curso de Licenciatura em História da UPF, Giuliana Aguines da Silva, que trabalhou na edição do vídeo, diz acreditar que “unindo as duas instituições, conseguimos caminhar juntos para algo melhor e para uma importante evolução profissional”.

O livro, construído manualmente pela artista, integra o acervo do MAVRS e conta as histórias ouvidas durante a infância de Ruth por meio da personagem Lurdes, uma garota que morava “onde o diabo perdeu as botas”, mas que sonhava em vir a Passo Fundo para realizar o sonho de ser cantora e pintora. A narrativa mistura fantasia e realidade e apresenta as cores fortes e pastosas do traço único de Ruth Schneider, que conquistou espaço na cidade e motivou a criação do MAVRS em 1996.

Gravada dentro do espaço expositivo do Museu, a história visita o Cassino da Maroca na década de 1940 em Passo Fundo e descreve os cenários, os acontecimentos e os personagens através de obras da artista e de fotografias antigas da cidade. A ideia é ilustrar o contexto histórico para que o telespectador possa se sentir dentro do ambiente museológico, como se estivesse em uma exposição presencial.

O drama aborda as questões da rua XV e as pessoas que por ali circulavam, descreve recordações de acontecimentos marcantes da vida da artista, como a morte de Getúlio e o dia em que o órgão público decretou o afastamento dos cabarés e boates do centro da cidade. Ao longo da história, Ruth também lembra da época que chamou de “período de afirmação da política passo-fundense”, onde retrata comícios e figuras da sociedade pelos cafés e restaurantes de Passo Fundo.

A artista, através do tempo e dos lugares que frequentou ou imaginou, costura histórias e narra vida e obra até o momento em que se encontra viúva e reconhece na arte a salvação.