Notícias UPF

MAVRS e MHR participam da 12ª Primavera dos Museus

  • Por: Colaboração: Franciele Moraes/ MAVRS I Edição: Assessoria de Imprensa UPF
  • Fotos: Reprodução

A 12ª Primavera dos Museus promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) tem a participação do Museu de Artes Visuais Ruth Schneider (MAVRS) e do Museu Histórico Regional (MHR), vinculados à Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da Universidade de Passo Fundo (VREAC/UPF). A temporada cultural irá do dia 17 ao dia 23 de setembro. Neste ano, o tema “Celebrando a educação em museus” é o norteador de atividades museológicas em todo o país. O objetivo do evento é promover, divulgar e valorizar os museus brasileiros.

O MAVRS participa da edição deste ano com uma oficina de pintura com tintas naturais, elaboradas com materiais coletados nas margens do Rio Passo Fundo, e tem como finalidade promover uma reflexão quanto à presença do homem na natureza. A oficina é realizada no Portal das Linguagens, Campus I da UPF. Outra ação do MAVRS se trata de uma exposição com gravuras, pinturas e desenho, relacionados a estação da primavera que está em exibição no hall da Reitoria, Campus I da UPF.

Da mesma forma, o MHR também desenvolve uma oficina educativa, que aborda questões relacionadas ao patrimônio, à biodiversidade, ao lixo e à água. Juntamente com a oficina, acontece o plantio de sementes, que tem o propósito de instigar os alunos a fazerem sua parte para a construção de um mundo melhor. A atividade ocorre no Portal das Linguagens, Campus I da UPF.

O papel da educação em Museus
Museus são espaços que assumem importantes funções na guarda do patrimônio museológico e das memórias, no fortalecimento da cidadania, das noções de pertencimento e identidade. O papel dos museus na educação, com projetos e ações, contribui com a formação do indivíduo e da comunidade, além disto, é importante para a construção da função social das instituições museológicas. 

No ano de 2018, é celebrado os 200 anos do Museu Nacional, o primeiro museu do Brasil, recentemente atingido por um incêndio, e há 60 anos foi criada a Declaração do Rio de Janeiro, o primeiro documento que tratou o papel educativo dos museus, produto do Seminário Regional realizado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

O texto da Política Nacional de Educação Museal, publicado em portaria pelo Ibram, está sendo difundido pelo Caderno da PNEM, voltado à área da educação, resultado do diálogo entre diferentes setores da sociedade e museus de todo o país. Essa política mostra a consolidação da dimensão educativa dos museus, contribuindo com a atuação dos educadores e gestores desses espaços.

De acordo com o Ibram, nesta 12ª Primavera dos Museus, o público e as instituições são convidados a fazer uma reflexão sobre o lugar da educação nos museus brasileiros, os desafios e as perspectivas dessa modalidade educacional, com o intuito de valorizar a formação integral, em relação com uma reapropriação do espaço museal.