Histórico

No ano de 1969, a Universidade de Passo Fundo uniu-se ao Centro de Ciências do Estado do Rio Grande do Sul (Cecirs), que iniciava um processo de regionalização das feiras de ciências no estado, criando a 1º Feira de Ciências da UPF.

Em 2004, a Universidade e a empresa Pioneer Sementes Ltda., promoveram uma ação de resgate com a realização da 2ª FEIRA DE CIÊNCIAS UPF/PIONEER 2004 – RESGATE 35 ANOS – 1969. 

Em 2005 aconteceu a 3ª Feira de Ciências, com o tema “Ciência e Qualidade de Vida”.  

A partir de 2006, além da premiação das escolas e dos alunos classificados nos primeiros três lugares, o professor orientador também recebeu prêmio. Os alunos do ensino fundamental que participaram da 4ª Feira de Ciências receberam prêmios na categoria “Ciência, ética e desenvolvimento sustentável”.

“Heliofísica: energia, biodiversidade e produtividade”, foi o tema articulador da 5ª Feira de Ciências, que aconteceu em 2007. Na ocasião, oportunizou-se a participação dos inventores independentes da região, passando o evento a denominar-se 5ª Feira de Ciências e 1ª Mostra de Inovação Tecnológica. 

A 6ª Feira de Ciências e 2ª Mostra de Inovação Tecnológica, ocorreu em 2008, com o tema “Entender e pensar a sustentabilidade do planeta”. Houve alteração regimental prevendo a criação da premiação da categoria Jovem Técnico Pesquisador, estabelecendo que os três primeiros classificados nessa categoria fossem premiados.

Com o tema “Ciência e cultura”, ocorreu a 7ª Feira de Ciências e 3ª Mostra de Inovação Tecnológica, no ano de 2009. 

Em 2010, os projetos apresentados pelas escolas na 8ª Feira de Ciências e 4ª Mostra de Inovação Tecnológica orientaram-se na temática “Ciências e Tecnologias Sociais”.

Na edição de 2011 o tema da 9ª Feira de Ciências e 5ª Mostra de Inovação Tecnológica foi “Ciência e Educação: conhecimento, modernidade e ética para o desenvolvimento sustentável”. Dessa forma, pela experiência proporcionada pelo projeto de extensão 9ª Feira de Ciências e 5ª Mostra de Inovação Tecnológica: interação universidade, escola e comunidade, e pelas perspectivas em vista ao futuro, esse evento revelou-se extremamente importante como estímulo ao desenvolvimento da capacidade de investigação dos estudantes de ensino fundamental, médio e técnico. Como decorrência do processo avaliativo propôs-se transformar o formato do projeto, adequando-o à realidade vivida pelo público alvo, jovens da “geração y”. Assim, a proposta centrou-se na alteração da forma de apresentação dos projetos, de exposição presencial para o formato online, através da produção de vídeos.

A edição de 2012 foi realizada no mesmo formato de 2011. Assim, a 10ª Feira de Ciências e 6ª Mostra de Inovação Tecnológica teve como tema “Energia Sustentável: garantindo a qualidade de vida”.

Na 11ª edição da Feira de Ciências e 7ª Mostra de Inovação Tecnológica em 2013, “Água: responsabilidades, preocupações e perspectivas” foi o tema proposto para orientar a execução dos projetos de pesquisa.

A 12ª Feira de Ciências e 8ª Mostra de Inovação Tecnológica, que aconteceu em 2014, teve como tema proposto para o desenvolvimento dos projetos de pesquisa “Contribuições para a melhoria da qualidade de vida na agricultura familiar”.

A 13ª da Feira de Ciências e 9ª Mostra de Inovação Tecnológica, que aconteceu em 2015, teve como tema orientador para o desenvolvimento dos projetos de pesquisa: “Solo e Luz: desafios para preservar a diversidade da vida na terra”.

Na 14ª da Feira de Ciências e 10ª Mostra de Inovação Tecnológica, que aconteceu em outubro de 2016, buscou-se um tema problematizador para o desenvolvimento de projetos de pesquisa: “Cidadania planetária: sementes nutritivas para um futuro sustentável”.

A 15ª edição da Feira de Ciências e 11ª Mostra de Inovação Tecnológica que aconteceu em novembro de 2017, problematizou o tema “Turismo e sustentabilidade: valorização do patrimônio cultural, na perspectiva econômica, social e ambiental.” Repetiu-se o sucesso dos anos anteriores, com a participação das escolas, professores e estudantes pesquisando sobre o tema e mostrando seus trabalhos à comunidade regional.

Em 2018, o tema proposto para a 16ª edição da Feira de Ciências e 12ª mostra de Inovação Tecnológica é “ Desenvolvimento Científico e tecnológico: qualidade de vida e garantia de biodiversidade.” Espera-se repedir o sucesso dos anos anteriores, com expressiva participação de estudantes e professores das escolas de Passo Fundo e região.