Notícias UPF

Um ciclo de sucesso: egresso, agora empresário, firma parceria com a UPF

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Formado em Engenharia Mecânica, o empresário buscou a Instituição para colocar em prática um projeto para aprimoramento dos sistemas de produção

Não é de hoje que profissionais formados pela Universidade de Passo Fundo (UPF) retomam o contato com a Instituição. Seja para buscar mais conhecimentos, atualizações ou desenvolvimento em sua área da atuação ou para fazer parcerias, a Universidade é sempre um espaço aberto para quem construiu sua trajetória na estrutura. E foi exatamente esse movimento que o egresso Emerson Mattos fez. Formado em Engenharia Mecânica, ele assinou um projeto de cooperação mútua entre a sua empresa, Grazmec, e a Universidade. O ato solene ocorreu na sexta-feira, dia 21 de maio, com a presença do vice-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Assuntos Comunitários, professor Dr. Rogerio da Silva, e do coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Projeto, Processos de Fabricação e Materiais (Lintec), ligado ao Programa de Pós-Graduação em Projeto e Processos de Fabricação (PPGPPF), professor Dr. Charles Leonardo Israel.

De acordo com Charles, este primeiro projeto, chamado de “Desenvolvimento de cenários para o aprimoramento do sistema de produção da empresa Grazmec”, será focado na manufatura. Ele explica que o objetivo é criar um modelo virtual que represente o atual sistema produtivo da empresa e permita propor mudanças, buscando oportunizar melhorarias relativas aos indicadores produtivos, aumentando a eficiência e a eficácia da organização. “É fundamental a parceria, uma vez que o egresso conhece a Instituição, bem como sua estrutura e funcionamento. Vão ser contratados estudantes para estágio durante a graduação, com a oportunidade de atuar dentro da empresa, mas também dentro do Lintec, repassando, treinando o pessoal para que eles possam desempenhar a função de forma mais assertiva”, destacou.

Assinado em Não-Me-Toque, na sede da empresa, o termo de parceria irá gerar frutos para a empresa e para a Instituição. Para o professor Dr. Rogerio da Silva, a aproximação com egressos é um fluxo que ocorre com frequência na Universidade e que alimenta a produção do conhecimento. “Atendemos uma demanda da empresa, mas crescemos enquanto Instituição. Com essa reaproximação, de um egresso que hoje é nosso mestrando, vemos a aplicação do que se aprende dentro da sala de aula agregando conhecimento para ele e melhorando o desempenho da empresa”, observou.

Emerson pontua que a graduação em Engenharia Mecânica foi essencial para entender todo o processo de uma indústria metalmecânica, desde o desenvolvimento do produto, o processo da fabricação, até se obter o produto final. “Ao retornar para o mestrado, pude observar melhor a evolução do curso de engenharia mecânica, e com isso, vi que há grandes possibilidades em parcerias, conseguindo assim ajudar a empresa e possibilitando para alguns alunos a vivência do dia a dia de uma empresa do ramo agrícola, no qual é muito difundido em nossa região”, ressalta.

Segundo o empresário, o trabalho conjunto será um esforço para melhorar o processo fabril da empresa, promovendo redução de custos e tempo, aliado a qualidade e organização, para que se possa obter o melhor rendimento dentro do processo, trocando experiências entre fábrica e Universidade. “Essa parceria é de suma importância, principalmente no momento em que estamos vivendo como empresa, pois queremos melhorar o nosso processo como um todo, para se obter assim mais qualidade em nossos produtos finais, além de se ter uma melhor consciência de toda a nossa capacidade fabril para seguirmos crescendo de forma ordenada e segura”, destaca o egresso.