Notícias UPF

Doutorandos da UPF são premiados em Porto Alegre

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Promovido pela Aliança Francesa, O Les Doctoriales Rio Grande do Sul, em parceria com a Fábrica do Futuro, é um seminário de imersão destinado a estudantes de doutorado das universidades gaúchas. Seu objetivo é ampliar a consciência sobre as competências profissionais transversais adquiridas ao longo da formação, preparando para a inserção no mundo profissional. A Universidade de Passo Fundo (UPF) esteve presente por meio de doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental (PPGEng) e do Programa de Pós-Graduação em Agronomia (PPGAgro). Dos participantes, três foram premiados no evento, que ocorreu nos dias 22 e 23 de novembro em Porto Alegre.

A UPF contou com a participação de cinco doutorandos. Alan Rempel e Andressa Decesaro, orientados pela professora Dra. Luciane Maria Colla, e Bárbara Maria Fritzen Gomes e Vanessa Tibola da Rocha, orientados pela professora Dra. Luciana Brandli, todos do PPGEng, além da estudante Ana Paula Hummes Amaral, orientada pelo professor Dr. Edson C. Bortoluzzi, no PPGAgro. O grupo também contou com a participação da professora Teofanes Foresti Girardi, coordenadora do curso de Design de Produto da UPF, que realiza o doutorado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Desse grupo de representantes da UPF, três foram premiados no evento: Andressa Decesaro, que constituiu parte da equipe que conquistou o primeiro lugar, Teofanes Foresti Girardi, integrante do grupo que ficou com o segundo lugar e Vanessa Tibola da Rocha, que fez parte da equipe premiada em terceiro lugar.

Segundo Andressa, a intenção do seminário é comprovar o potencial de inovação e de criatividade dos doutorandos aos atores do setor produtivo local. Ela ressalta que o evento reuniu 104 doutorandos de 14 universidades gaúchas, divididos em 8 equipes, que realizaram o “Desafio 24hInnov”, atividade desenvolvida em grupos multidisciplinares para elaboração de projetos inovadores. Os projetos foram apresentados a um grupo de empresários que selecionou três projetos para premiação. 

Andressa lembra que a ideia vencedora será incubada pela Fábrica do Futuro, um ecossistema de inovação, empreendedorismo e tecnologia que foca no desenvolvimento de startups e scaleups, envolvendo cultura, arte e tecnologia. De acordo com Andressa, foi uma experiência desafiadora, única e enriquecedora. “O desafio consistiu em desenvolver, no período de 24 horas, um projeto inovador, então, com a colaboração de todos os integrantes, foi decido fazer algo diferente que não fazia parte dos trabalhos de tese de nenhum dos membros do grupo. Surgiram várias ideias, pois cada um fazia parte de uma área diferente, então, juntamos as competências, a criatividade e o empenho e desenvolvemos a ideia dentro dos critérios estabelecidos. O projeto foi apresentado a um grupo de empresários”, destaca, ressaltando que, por questões estratégicas, as ideias criadas não serão citadas.