1. 16:08
  2. 17/11/2020
  3. Vestibular

Simulação dos procedimentos de saúde auxilia na formação dos acadêmicos

  • Ensino
A acadêmica de Medicina, Ana Paula Vedana Marin, compartilha
sua experiência no CSR

Parada cardiorrespiratória, infarto, AVC, choques, asfixia, hemorragias, ferimentos, fraturas, convulsões e outras infinidades de patologias e agravos de saúde são simulados por manequins, idênticos ao ser humano, no Centro de Simulação Realística (CSR) da Universidade de Passo Fundo (UPF). O CRS é o único existente no interior gaúcho, inaugurado há três meses, já está à disposição dos estudantes dos cursos da área de saúde da Universidade, entre eles o de Medicina, que está com inscrições abertas para o Vestibular de Verão.

O Centro permite o desenvolvimento de habilidades clínicas e aprendizado em procedimentos médicos, por meio da simulação realística com modelos de alta fidelidade e softwares de realidade virtual. Os estudantes aprendem tudo isso em ambientes preparados para o aprendizado, controlado com sistema completo de imagens e sons, salas espelhadas para observação, salas de atendimento de emergência, sala de parto, consultórios e enfermarias.

“Usamos o Centro de Simulação Realística na maioria das disciplinas, principalmente para treinamento prático, bem como em atividades de ligas acadêmicas. Sem dúvida, o que mais chamou a atenção é a alta tecnologia dos bonecos, os quais podem ser adaptados a qualquer situação e patologia. Eles são praticamente iguais a pacientes reais”, relata a acadêmica do sétimo nível do curso de Medicina da UPF, Ana Paula Vedana Marin, de 25 anos.

Acadêmica do sétimo nível do curso
de Medicina, Ana Paula Vedana Marin

Situações reais de atendimento são simuladas no local. “Participei de uma aula prática em que eu e mais alguns colegas éramos médicos e recebíamos um paciente na emergência com determinado caso clínico. Nesse contexto, tivemos que manejar o paciente e salvar sua vida. Foi uma experiência muito interessante, que nos aproximou bastante da realidade e trouxe grande aprendizado”, revela a estudante de Medicina.

Ana em uma das aulas realizadas no CSR da UPF

Esses espaços facilitam a observação de quem está do lado fora, sem que a equipe em treinamento se sinta observada. Com isso, os estudantes ficam imersos na simulação, ao mesmo tempo em que estão sendo acompanhados pelos professores. “O CSR nos permite uma qualificação prática, a qual acredito ser uma das bases do ensino médico. O laboratório contribui na construção do nosso raciocínio clínico, no aprendizado de procedimentos e no aperfeiçoamento de técnicas. Dessa forma, ao entrar em contato com o paciente, nos encontramos mais preparados e confiantes, proporcionando um melhor atendimento às pessoas”, afirma a acadêmica.

As salas têm câmeras instaladas em diferentes pontos, garantindo uma variedade de ângulos nas cenas de simulação, transmitindo as imagens em tempo real. “O Centro de Simulação proporciona ao acadêmico de Medicina a ampliação do conhecimento médico, aliando a teoria à prática. Ele impacta positivamente no desempenho do acadêmico, tornando-o apto a lidar com pacientes e situações reais”, salienta Ana.

Revolução no sistema de ensino
O Centro de Simulação Realística representa uma revolução na metodologia do ensino/aprendizagem na Faculdade de Medicina e demais cursos da saúde.

“O CSR permite ao futuro profissional repetir exaustivamente procedimentos médicos até o seu domínio. Seus cenários reproduzem situações reais no atendimento, com o diferencial de não colocar em risco a vida de pacientes, podendo ser repetido e amplamente discutido”, enfatiza o diretor da Faculdade de Medicina da UPF, professor Dr. Paulo Roberto Reichert.

A implantação do Centro consolida o pioneirismo e a excelência da UPF no ensino da área da saúde no interior do Rio Grande do Sul. “O ensino através da simulação alia a tecnologia ao ensino médico. Esse, há décadas, vinha sendo realizado da mesma maneira, à margem das transformações tecnológicas. Nestes primeiros meses de funcionamento, já percebemos o orgulho de nossos alunos e professores com o Centro. A êxtase com as primeiras aulas é gratificante. Estamos qualificando mais e mais professores para lidarem com o material e a tecnologia instaladas”, declara Reichert.

Sobre o CSR
Construído no Campus II da UPF, o Centro está localizado no quarto andar, junto à Faculdade de Medicina e ao curso de Enfermagem. O espaço possui 800 m² de estrutura global, contando com 13 salas no total, sendo quatro consultórios, três salas espelhadas de alta fidelidade (cada uma com câmeras), um de emergência, um posto de enfermagem, duas salas de habilidades, duas salas multiuso, recepção, guarda-volumes e almoxarifado. O espaço visa atuar positivamente nos processos de ensino-aprendizagem para estudantes e profissionais das áreas de Medicina, Enfermagem, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Farmácia, Nutrição, Estética e Cosmética, Ciências Biológicas, Educação Física, Psicologia, Odontologia e Serviço Social. Saiba mais AQUI.

Confira o vídeo sobre o CSR:

  • Inscreva-se para o curso de Medicina

A UPF inscreve para o Vestibular de Verão de Medicina até o dia 8 de dezembro, em www.upf.br/ingresso. São duas opções de seleção: prova presencial ou média do Enem (2018 e 2019). 

}