Notícias UPF

Ateliê de Conversação para imigrantes

  • Por: Assessoria de Imprensa

Atividade de conversação ocorrerá nos dias 31 de agosto e 14 de setembro, na UPF

Promover, por meio da interação conversacional, um tempo e um espaço de acolhida aos imigrantes que chegam à cidade de Passo Fundo, vindos de diferentes países do mundo, é um dos objetivos do Ateliê de Conversação da Universidade de Passo Fundo (UPF). A atividade ocorrerá nos dias 31 de agosto e 14 de setembro, das 15h às 17h, no Mundo da Leitura, campus I da UPF.

Professores e estudantes do curso de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) recebem os imigrantes convidados para que todos possam se conhecer melhor, num processo interacional multilíngue e multicanal, no qual concorrem para o estabelecimento de sentido as construções linguísticas em português, francês, inglês, espanhol, mas também as gestualidades e os olhares. “O objetivo principal não é ensinar língua alguma, mas propiciar, de fato, a interação humana, condição para a vida em sociedade. Parte-se do princípio de que ‘não há estrangeiros, mas pessoas que ainda não se conhecem’”, declara a professora e pesquisadora do curso de Letras e do PPGL, Dra. Marlete Sandra Diedrich.

A atividade é para imigrantes (adultos, jovens e crianças) residentes em Passo Fundo, recém-chegados ao país, que queiram interagir com outras pessoas. Será um momento de conversação espontânea entre os participantes a partir da temática: “Quem sou eu? Qual a minha história?”.

A ação é resultado dos estudos em interação realizados por grupos de pesquisa do PPGL das linhas de Constituição e interpretação do texto e do discurso e Formação de professores e inovações metodológicas no ensino de língua. A ação é inspirada nos "ateliers de conversation" franceses, retratados no documentário Atelier de Conversation, de 2017, um filme de Bernhard Braunstein. 

Trata-se de uma ação do Projeto de Extensão Ensino e Inovação, do curso de Letras, centrada no eixo Linguagem como Prática Social, do Mundo da Leitura, sob coordenação das professoras Dra. Marlete Sandra Diedrich e Dra. Patrícia Valério. Conta com o apoio do Grupo de Português como Língua Adicional e dos professores e bolsistas do curso e do PPGL.