Notícias UPF

“Inglês para Propósitos Acadêmicos” é oferecido aos acadêmicos dos Programas de Pós-Graduação

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Reprodução/UPF

Ler com proficiência em inglês não é mais um diferencial. No meio acadêmico, o domínio da língua inglesa é uma exigência desde a graduação e essa exigência aumenta nos cursos de mestrado e de doutorado. Diante disso, o Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade de Passo Fundo (PPGL/UPF) passa a oferecer, neste semestre, a disciplina English for Academic Purposes, em Português/Inglês para Propósitos Acadêmicos. A disciplina é aberta aos acadêmicos de todos os programas de pós-graduação da UPF, que possuam, no mínimo, o nível de conhecimento A2 (elementar) do idioma. Interessados devem se inscrever pelo e-mail ppgletras@upf.br ou pelo telefone (54) 3316-8341. As atividades iniciam nesta quinta-feira, 7 de março.

A disciplina prevê a competência comunicativa, focalizando na leitura de textos científicos (resumos, artigos, resenhas, entre outros) e de conhecimentos gerais. Além disso, estão contemplados estudos das estruturas, do vocabulário e de estratégias de leitura. 

As atividades serão nas quintas-feiras à noite, das 19h30min às 22h20min, na sala 3 do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) e a disciplina será ministrada pela professora Dra. Luciane Sturm.

De acordo com a coordenadora do PPGL, professora Dra. Claudia Toldo, o oferecimento dessa disciplina faz parte do projeto de internacionalização do Programa, que também visa contribuir para a preparação dos acadêmicos para os exames de proficiência que são exigência para todos os Programas de Pós-Graduação da UPF e demais instituições. “Os cursos vislumbram, cada vez mais, parcerias para o desenvolvimento de pesquisas com universidades de outros países, a fim de fortalecer os estudos regionais, nacionais e internacionais. Assim, a leitura de textos científicos em língua inglesa e o consequente aprofundamento de conhecimentos especializados nas diferentes áreas exigem um leitor cada vez mais proficiente”, destacou.