Notícias UPF

UPF Parque promove roda de conversa sobre o Programa Centelha

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Reprodução

A Universidade de Passo Fundo (UPF), por meio do UPF Parque, promove, nesta sexta-feira, dia 14 de junho, uma roda de conversa sobre o Programa Centelha, que está com edital aberto para a submissão de projetos. A atividade inicia às 15h, no módulo III do UPF Parque. Na conversa, serão assinalados os principais pontos do edital, como os requisitos para participação, as etapas da seleção, as temáticas e setores prioritários, além de valores e itens financiáveis. O encontro é aberto a toda a comunidade e não é necessário realizar inscrição. 

Já no dia 2 de julho, um novo encontro com o objetivo de esclarecer dúvidas ocorre no auditório do Instituto de Ciências Exatas e Geociências (Iceg), Campus I da UPF. Com a presença do representante do Sebrae Gustavo Moreira, o evento inicia às 10h30min e também é aberto a toda a comunidade. 
Mais informações podem ser obtidas no UPF Parque pelo telefone 3316-8283 ou pelo e-mail upftec@upf.br.

Programa Centelha 
O Programa Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Brasil. O programa irá oferecer capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso. 

O edital está aberto para a submissão de projetos. O objetivo é o de gerar novas empresas e inovações de interesse direto da sociedade, além de formar uma cultura e fortalecer o ecossistema de empreendedorismo inovador. Os projetos terão o prazo de execução de 12 meses, podendo ser solicitados valores entre R$ 40.000,00 e R$ 68.333,00. A submissão dos projetos pode ser feita até o dia 18 de julho, às 18h, por meio do site http://rs.programacentelha.com.br.

Podem se candidatar pessoas físicas e pessoas jurídicas com até um ano de existência e que apresentem uma ideia inovadora com potencial de se transformar em empreendimentos que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos listados no edital.

A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e operada pela Fundação CERT.