Notícias UPF

Sarle UPF realiza mais de 12 mil análises no diagnóstico de prenhez

  • Por: Jéssica França
  • Fotos: Jéssica França

Primeiro laboratório do Rio Grande do Sul a fazer a análise de gestação pelo leite vem atuando há cinco meses auxiliando no manejo produtivo das propriedades

O Rio Grande do Sul é o segundo estado em número de animais e em produção leiteira, possui um dos maiores parques industriais do setor lácteo e sua população tem vocação para produção de leite. O noroeste e o norte do estado concentram aproximadamente 70% da produção, e a Universidade de Passo Fundo (UPF) está localizada no coração dessa região. 

De acordo com o coordenador do Sarle, professor Dr. Carlos Bondan, a UPF se orgulha em fazer parte do desenvolvimento da bacia leiteira regional, e, desde 1997, disponibiliza aos produtores de leite, por meio do laboratório de serviços de análises de rebanhos leiteiros (Sarle), modernos equipamentos para determinar a composição química e celular do leite. “No início de 2019, o Sarle avançou, modernizou sua estrutura e passou a oferecer diagnósticos de gestação utilizando o leite como matriz analítica, sendo o primeiro laboratório do Rio Grande do Sul a prestar esse serviço. Essa será mais uma ferramenta extremamente útil para os produtores, pois possibilitará o diagnóstico precoce da gestação”, destacou o professor. 

Ainda conforme Bondan, diversos fatores influenciam a rentabilidade das fazendas, sendo os índices reprodutivos um dos diferenciais que garantem viabilidade econômica na atividade. “As vacas devem apresentar o maior número de partos possíveis em sua vida produtiva, dentro de um intervalo mínimo de 12 meses. Quanto mais perto de 12 meses forem os intervalos entre partos, maiores serão as produções de leite e obviamente maior será o número de bezerros nascidos”, explicou. 

Contudo, uma das dificuldades é monitorar o estado reprodutivo das fêmeas, para isso, os produtores deverão ter o suporte técnico de um médico-veterinário, que será responsável pela avaliação do estado nutricional, sanitário e reprodutivo.  O diagnóstico precoce da gestação pode ser realizado com o auxílio de equipamentos de ultrassom, que devem ser operados por médicos-veterinários com conhecimento para tal propósito, ou ainda o diagnóstico poderá ser realizado por meio do leite a partir do vigésimo oitavo dia de gestação. “O teste utilizando o leite como meio diagnóstico facilita o manejo nas fazendas e o estresse ocasionado pelo exame transretal, garantindo maior comodidade para os produtores, os veterinários e os animais. Com todas essas vantagens, o Sarle realizou nos últimos meses mais de 12 mil análises, sendo mais de 2.500 mensais, que têm garantido precisão no diagnóstico e facilidade no manejo das vacas”, pontuou.

A metodologia utilizada pelo teste é imunoensaio enzimático, que detecta a presença de glicoproteínas associadas à gestação (GAG) que estão presentes no leite e possíveis de serem detectadas a partir do 28º dia de gestação.

O Sarle dispõe de diversas análises em seu portfólio 
O Sarle é um dos laboratórios de pesquisa e prestação de serviços do Centro de Pesquisa em Alimentação (Cepa) da UPF, sendo credenciado pela Rede Brasileira de Laboratórios de Controle de Qualidade do Leite (RBQL) do Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa). O Laboratório realiza diversos tipos de análises, a partir de amostras de leite cru. Análises como composição química, Contagem de Células Somáticas (CCS) e Contagem Bacteriana Total (CBT) possibilitam o acesso a informações sobre a qualidade do leite e contribuem para o gerenciamento leiteiro, uma vez que os produtores utilizam dos serviços de análise para avaliação individual dos animais e do rebanho.

Recentemente, visando atender às novas Instruções Normativas da qualidade do leite (IN 76 e IN 77), o Sarle passou a disponibilizar em seu portfólio também a análise de resíduos de antibióticos, ensaio que determina a presença ou a ausência de resíduos de antibióticos e outros inibidores.

Para o próximo ano, serão oferecidos outros testes diagnósticos que farão diferença na rentabilidade das fazendas. Mais informações sobre os serviços do Sarle podem ser obtidas pelo telefone (54) 3316-8191 ou pelo e-mail sarle@upf.br.