Notícias UPF

Revista “História: debates e tendências”, do PPGH, está disponível online

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Reprodução/UPF

A revista “História: debates e tendências”, mais nova publicação do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Passo Fundo (PPGH/UPF) e que foi editada pela UPF Editora, já está disponível na internet. A obra apresenta o dossiê “30 anos da Constituição de 1988: história, desafios e perspectivas”, que tem como objetivo utilizar os trinta anos da Constituição de 1988 como um gatilho para a reflexão acerca dos atritos e das distensões existentes na democracia brasileira contemporânea.

Segundo o professor da UPF, Dr. Felipe Citolin Abal, a revista tem o propósito de criar um espaço de reflexão de debate a respeito da recente história democrática do Brasil. “A Constituição de 1988 é promulgada após duas décadas de uma ditadura civil-militar brutal, marcando a retomada de um projeto democrático para o Brasil e a proposição de um novo regime institucional para o país. Com o apelido de “Constituição cidadã”, essa carta trazia como características centrais uma proposta inédita para o Estado brasileiro de ampliação dos direitos civis, políticos, sociais, econômicos e culturais. Refletir a respeito desse documento no Brasil de 2018, trinta anos após sua publicação, constitui um exercício um tanto melancólico. Ainda que ao longo dos últimos trinta anos o país tenha contabilizado alguns avanços democráticos muito importantes, refletidos na progressiva inclusão de minorias étnicas, religiosas e sexuais, o atual momento político do Brasil inspira cautela nas comemorações”, comenta.

Ainda conforme Abal, para além de um retrocesso nas questões de cunho social e econômico (traduzido, sobretudo, em um gradual abandono de programas sociais que garantiram a referida inclusão de minorias), a população vivencia também um questionamento da própria ordem democrática estabelecida em 1988, com um crescente apoio a propostas e candidatos que esposam doutrinas nitidamente autoritárias. “Essas tensões, mais explícitas em 2018 do que em qualquer outro momento das últimas três décadas, parecem colocar o Brasil em frente a uma bifurcação: avançamos no caminho - difícil e tortuoso - de consolidar um regime democrático efetivo em um país amplo e diverso como o Brasil, ou retrocedemos para um passado autoritário, ainda não tão distante?”, complementa.

A revista “História: debates e tendências” pode ser acessada no site seer.upf.br.