Notícias UPF

Faed promove solenidade de encerramento do curso de Especialização em Educação Infantil

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Jéssica França

A Faculdade de Educação da Universidade de Passo Fundo (Faed/UPF) promoveu, na terça-feira, 10 de julho, a solenidade de conclusão do curso da Especialização em Educação Infantil Currículo e Infância. O evento ocorreu no auditório da Faed, no Campus I. Participaram da solenidade a diretora da Faed, professora Dra. Eliara Zavieruka Levinski; a coordenadora de Pós-Graduação, Dra. Luciane Spanhol Bordignon; a diretora eleita, professora Dra. Adriana Dickel; as coordenadoras do curso, professora Dra. Adriana Bragagnolo e professora Me. Silvia Scatazzini; além de professores, familiares e amigos das novas especialistas. 

Para a professora Adriana Bragagnolo, o encerramento do curso proporcionou um momento de socialização e de coroamento da formação das alunas. “É um curso de um ano e meio e já está em sua quarta edição. A qualificação é uma demanda que vem surgindo em relação ao contexto geral da infância, já que triplicou o número de crianças nas escolas de educação infantil e esse curso vem para qualificar o processo pedagógico para as crianças de 0 a 5 anos”, disse. 

Ainda conforme Adriana, a educação infantil vem se consolidando há algumas décadas e precisa do olhar da academia para uma formação competente. Ao todo, 16 profissionais concluíram a Especialização em Educação Infantil, que é dividida em módulos, envolvendo o educar, o cuidar e o brincar de modo articulado.  “É um curso pensado com muita responsabilidade, porque temos muitos profissionais atuando em educação infantil, tanto em escolas privadas quanto em instituições públicas. Mas infelizmente, em muitos lugares, ainda não se compreende o real papel da educação infantil, então, esse curso também vem ao encontro de concepções respeitosas com as crianças, buscando romper com aquela prática e concepção disciplinar para as crianças e propor uma articulação entre áreas do conhecimento, aproximando das novas políticas da educação infantil”, finalizou.