Notícias UPF

Equilíbrio, discernimento e inovação para o futuro do desenvolvimento regional

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Reprodução

Primeira edição do Diálogos UPF reuniu Dudu Freire, Nei César Manica, Erasmo Carlos Battistella e Gilberto Barbosa. Próxima edição acontece no dia 16 de junho

Os Caminhos do Desenvolvimento regional nortearam as discussões da primeira edição do Diálogos UPF. Transmitida de forma multimídia no rádio, TV e internet, a conversa reuniu, virtualmente o presidente da Famurs e prefeito de Palmeira das Missões, Dudu Freire; presidente da Cotrijal e idealizador da feira internacional Expodireto Cotrijal , Nei César Manica; o presidente da BSBIOS, ECB Group e da Associação de Produtores de Biocombustíveis do Brasil – APROBIO, Erasmo Carlos Battistella; e o professor de Clínica e Infectologia da Faculdade de Medicina da UPF e coordenador do Serviço de Controle de Infecção do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo, Gilberto Barbosa. A conversa teve a mediação da reitora da UPF, professora Dra. Bernadete Maria Dalmolin.

O professor da UPF, Gilberto Barbosa, abriu as falas expondo dados relacionados à Covid-19 na região e comparativos nacional, estadual e internacional. "Nossos conceitos e conhecimentos tem validade transitória e o que vemos é que a epidemia tem manejo muito dinâmico", pontuou. Ele destacou que a crise sanitária é tão séria que afetou até mesmo países com sistemas de saúde mais bem estruturados. Em Passo Fundo, ressaltou que o distanciamento social não é a solução, mas é a estratégia para se fazer a travessia evitando o pico de casos. Lembrou de estudos de medicamentos, vacinas e tranquilizou a todos de que esse é um momento transitório e que irá passar, mas neste momento medidas são necessárias.

O presidente da Famurs, Dudu Freire, lembrou que Passo Fundo é referência para atendimento em saúde para centenas de municípios e que a Famurs, desde o início da pandemia, apoiou as decisões que visavam a preservação da vida, concomitantemente a medidas que visassem assegurar a manutenção da economia. "Essas iniciativas feitas precocemente tem maior efetividade e os três estados do sul tiveram os melhores resultados do que os demais estados brasileiros", pontuou. Também ressaltou a peculiaridade do inverno na regiao sul que é mais severo e aumenta os números de síndromes respiratórias por outros fatores além da Covid-19, que acabam se somando. “Temos uma situação peculiar que é o inverno e isso faz com que aumente o número de pessoas com síndromes respiratórias graves e outras síndromes gripais. Não podemos baixar a guarda. Temos que continuar seguindo as orientações técnicas", ponderou.

O presidente da Cotrijal, Nei Mânica, frisou que a situação econômica da região é agravada tanto pela pandemia quanto pelos reflexos da estiagem que causaram perdas de cerca de 50% nesta safra. Ele concordou que as medidas adotadas foram fundamentais para garantir que o Rio Grande do Sul se mantenha com uma estabilidade no número de casos. Relatou ainda que há a necessidade do equilíbrio para garantir que os efeitos sejam menos devastadores.

Confira na íntegra

Na mesma linha, o presidente da BSBios Erasmo Battistella ponderou  os desafios do setor agrícola e compartilhou as experiências adotadas nas plantas da empresa para a preservação da saúde dos trabalhadores. "Somos muito privilegiados pelos hospitais que temos e precisamos continuar investindo na saúde porque possivelmente no futuro teremos outras situações como essa", pontuou. Ainda, disse que todos os setores serão afetados, mas é necessário tirar aprendizados deste período. "Com certeza nossa região vai sair mais forte. A vida vai continuar e sairemos fortalecidos para numa próxima reunião presencial para discutirmos uma pauta mais positiva de como veremos nossa região continuar prosperando", completou.

A professora Bernadete Dalmolin referendou que o cenário atual marcará o século e as gerações.  "Certamente demandará um enorme trabalho de reconstrução do tecido social e econômico, além do permanente trabalho de proteção à saúde e às vidas. Temos poucas certezas, mas já sabemos que os reflexos desta pandemia são enormes e requerem um esforço coletivo e solidário de toda a sociedade", acrescentou.

Diálogos UPF
O Diálogos UPF é uma iniciativa da Escola de Extensão da UPF e tem o objetivo de mediar o diálogo de grandes pautas para o desenvolvimento regional com lideranças de diversas áreas que participam de um encontro virtual transmitido de forma multimídia. A próxima edição, acontece no dia 16 de junho e abordará os "Caminhos para a educação". Nesta primeira rodada serão realizados quatro conversas que ocorrerão, quinzenalmente. Os temas abordados serão Desenvolvimento Regional, discutido nesta terça-feira, Educação, Pesquisa e Tecnologia.

Transmissão
O Diálogos UPF pode ser acompanhado pela Rádio UPF: em Passo Fundo pela frequência  99; Carazinho, na frequência 90.5; e Soledade, na frequência 106.5
Nos canais de TV

Passo Fundo
Canal 4 e 14 da NET

Carazinho
Canal 20 da TV aberta

Marau
Canal 54 da TV aberta

Soledade
Canal 30 da TV aberta

Pela internet
No site da UPFTV: https://www.upf.br/tv/assista
E pelo YouTube: https://www.youtube.com/upftvcanal