Notícias UPF

A qualidade de vida das futuras gerações

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Leonardo Andreoli

A área da Engenharia e Arquitetura procura profissionais proativos que desenvolvam soluções criativas e inovadoras

A série “Profissões do Futuro” continua e dessa vez, nós vamos falar sobre as mudanças na área de Engenharia e Arquitetura. Semelhante as profissões apresentadas anteriormente, as novas tecnologias estão inseridas na evolução dos conceitos e práticas arquitetônicas, planejamento e execução. Quem comenta este cenário é o coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo da UPF, prof. Dr. Carlos Leonardo Sgari Szilagyi.

Ao longo dos últimos anos, as duas profissões vem se transformando e se adaptando com ideias inovadoras para destacar as próprias atividades. De acordo com o professor, as mudanças ocorrem a partir da utilização de tecnologia de ponta, reinvenção de processos, criação de situações e organização de cidades. “Essa pandemia trouxe grandes alterações no modus operandi das atividades de arquitetura, nas nossas casas e na nossa forma de viver”, comenta. Ele destaca que a principal mudança está voltada para a parte tecnológica na “modernização e atualização das infraestruturas urbanas e arquitetônicas das cidades, contribuindo bastante para o aperfeiçoamento das nossas moradias e nossos locais de trabalho”.

Para Sgari, os profissionais recém formados devem estar atentos “as novidades, as relações da arquitetura para com a cidade, aos aspectos que envolvem o modo de viver das pessoas” e procurar “soluções criativas e inovadoras”. A formação dos engenheiros e arquitetos está voltado para um mundo sustentável, econômico, social e ambiental. Ainda conforme o coordenador, a visão do futuro é aprimorar “os aspectos das nossas vidas, melhorando a qualidade de vida das futuras gerações”.

Assista ao vídeo