Notícias UPF

Exposição “O Legado de Djanira Ribeiro” segue aberta no MHR

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Thaiane de Almeida e divulgação

Mostra rememora a trajetória da carnavalesca criadora do grupo Alforria - Confraria de São Miguel

A história do Carnaval popular de Passo Fundo tem como herança cultural a sambista Djanira Ribeiro, que inovou ao introduzir as figuras de mestre-sala e porta-bandeira – elementos antes presentes somente em escolas de samba do Rio de Janeiro –, além de incorporar a harmonia para acompanhar a bateria e a comissão de frente. Descendente de escravos, Djanira também atuou em causas sociais do município, com ênfase no movimento negro. 

Para lembrar essa história, o Museu Histórico Regional (MHR), ligado à Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (VREAC/UPF), está com a exposição “O Legado de Djanira Ribeiro” aberta. A mostra reúne objetos e passagens que mostram seu amor e dedicação ao Carnaval, como, por exemplo, os diversos desenhos de figurinos, a máquina de costura e as peças confeccionadas por ela. 

Neste período de férias, o MHR permanece com o horário especial de atendimento ao público, das 13h às 17h, até o dia 14 de fevereiro. A partir do dia 18, atende a comunidade em horário normal, das 9h às 17h30min. A exposição “O Legado de Djanira Ribeiro” fica no museu até o dia 4 de março.