Notícias UPF

Romper fronteiras para ampliar horizontes

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação UPF

Ações de internacionalização envolvem docentes e estudantes dos programas de pós-graduação da UPF

Intercâmbios, parcerias, inserção em grupos de pesquisa, equipes editoriais e projetos conjuntos. São ações como essas que vêm sendo desenvolvidas e incentivadas pela Universidade de Passo Fundo (UPF) no processo de internacionalização da Instituição. O objetivo, para além das atividades realizadas, é inserir a UPF no contexto mundial, aproximando realidades e possibilidades.

As iniciativas, promovidas por meio de projetos e pesquisas, trazem resultados não apenas para os programas, mas também para o ensino e a extensão na Universidade. De acordo com o vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, professor Dr. Antônio Thomé, os esforços dedicados à internacionalização passam por todos os setores e envolvem toda a Instituição. Ele ressalta que os resultados já são sentidos e que a qualidade das pesquisas da UPF tem aberto muitos caminhos em vários países. “Nossos professores e pesquisadores estão atentos ao que acontece no mundo. Nosso objetivo maior é conectar a UPF com os grandes centros, inserindo a Instituição na linha de frente das iniciativas inovadoras. Queremos ser uma ferramenta para a sociedade local, mas também para o mundo”, destacou.

Movimentação nos Programas de Pós-Graduação
Com 15 Programas credenciados, contemplando cursos de mestrado, doutorado e estágio pós-doutoral, a Universidade conta com dezenas de projetos de pesquisa, parcerias com professores estrangeiros, participação em eventos, aulas e bancas internacionais, além de publicações em periódicos de alto impacto. 

Com linhas de pesquisa específicas, os Programas somam esforços para que a Instituição quebre as barreiras geográficas. O Programa de Pós-Graduação em Agronomia, por exemplo, realizou, apenas em 2018, quatro doutorados sanduíches, na Espanha, nos Estados Unidos e no México. Além disso, projetos de cooperação internacional e consultorias envolveram docentes e discentes, consolidando parcerias também na França e na Argentina.

A qualidade dos artigos produzidos na Instituição abriu caminho para parcerias e também para o envolvimento de docentes como revisores e editores de revistas e publicações internacionais. Esse é um dos destaques do Programa de Pós-Graduação em Bioexperimentação, que, além da atuação dos professores em conselhos editoriais, conta com projetos e intercâmbios firmados em países como Holanda, Espanha, Canadá e Portugal.

Exemplo dessa inserção foi o convite recebido em agosto pelo professor Dr. Luiz Carlos Kreutz para atuar como consultor de projetos científicos do National Science Center Poland (NCN), visando à concessão de recursos para os pesquisadores que submetem projetos. Segundo Kreutz, o recrutamento de consultores internacionais é bastante seletivo, pois baseia-se, principalmente, em publicações internacionais que obtenham visibilidade o suficiente para conferir ao autor o respaldo para atuar como consultor.
A participação em eventos e realização de cursos também é um diferencial que aproxima a UPF das demais instituições. No Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos, o envolvimento do corpo docente resultou em convênios estruturados, pesquisas e pós-doutoramento em países como México, Portugal, Argentina, Alemanha, Itália e Espanha.

A internacionalização do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais ocorre por meio de diversas ações. Entre elas, parcerias com pesquisadores, colaboração conjunta com projetos de captação, além da participação dos docentes como revisores e editores de periódicos internacionais. As parcerias, consolidadas ao longo dos anos, passam por países como Portugal, Itália, França, Alemanha, Argentina, México, China, Rússia, Estados Unidos e Reino Unido. Como um dos destaques, o Programa conta com a atuação do Laboratório de Fisiologia de Peixes, com produção científica 100% internacional.

No Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada, os destaques estão na cooperação e na troca de experiências entre docentes e estudantes, além de uma forte troca de tecnologias e parcerias em projetos e pesquisas. Os trabalhos hoje são desenvolvidos com países de renome na área da tecnologia e inovação, como Holanda, Chile, Estados Unidos, Itália e Portugal.

Com mais de 60 anos de atividades, a Faculdade de Direito da UPF consolidou-se como uma das melhores do país. O trabalho rendeu frutos como o Programa de Pós-Graduação em Direito. Entre os destaques, estão as missões de trabalho e os estudos realizados por professores e por mestrandos, ampliando a produção acadêmica, a troca de experiências e o desenvolvimento de produtos e serviços que visam melhorar a qualidade de vida da sociedade. A internacionalização do Programa também se dá pela participação de docentes em bancas e produção de pesquisas com países como Angola, Argentina, Costa Rica, Chile, além de uma parceria consolidada com a Espanha, que permitiu a formalização de um convênio de dupla titulação.

Os convênios internacionais e a inserção dos professores em eventos, encontros e debates com a participação de pesquisadores do mundo todo são diferenciais do Programa de Pós-Graduação em Educação. O Programa também proporciona a realização de estágios de doutorado sanduíche em parceria com a Espanha e conta com diversas publicações e pesquisas em desenvolvimento também no México.
Essa cooperação entre países é realidade no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental, oportunizando aos docentes e discentes uma formação qualificada e ampla. Hoje, a troca de experiências, produção conjunta e realização de atividades em parceria ocorre com países como Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido e Argentina.

Com a recente conquista do doutorado profissional em Ensino de Ciências e Matemática, por meio do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, a UPF passa a contar com o primeiro curso desse nível na modalidade profissional, o que demonstra o vínculo direto com a sala de aula e com a prática pedagógica como possibilidade de intervenção e transformação. O reconhecimento pela Capes demonstra a força do Programa, que desenvolve diversas ações que buscam ampliar os horizontes da pesquisa e da produção de novas metodologias por meio das parcerias internacionais. Entre as atividades, estão a produção de artigos em colaboração, capítulos de livros, realização de estágios pós-doutorais e participação em eventos que envolvem pesquisa e inovação.

Promover uma visão global sem deixar de voltar os olhos para a realidade local é o desafio do Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano. Com parcerias firmadas e consolidadas nos Estados Unidos, Portugal, Itália e Austrália, professores e estudantes têm condições de desenvolver diversas atividades – as quais resultam em produções científicas e coorientações em projetos – e atuam no desenvolvimento de produtos, como aplicativos. 

O Programa de Pós-Graduação em História tem uma trajetória significativa quando o assunto é envolvimento internacional. Com diversas pesquisas em andamento, o Programa já conquistou importantes resultados nas linhas de estudo oferecidas. As parcerias estabelecidas no Uruguai, Estados Unidos, Portugal, Polônia, Itália, Angola, Canadá e Chile permitem que tanto professores quanto estudantes tenham acesso a uma formação qualificada, ampla e diversificada. As ações passam pela elaboração de artigos, coletâneas, capítulos de livros, até a participação em redes de pesquisa.

Palestras, encontros, eventos cuja temática é debatida em várias partes do mundo. São movimentações como essas que inserem o Programa de Pós-Graduação em Letras em diversas ações internacionais. O reconhecimento ocorre pelas publicações, trabalhos e pesquisas desenvolvidas conjuntamente e pela integração em grandes grupos, como a participação no Erasmus Mundus External Cooperation, fazendo da UPF a única instituição não pública a integrar esse grupo. O Programa conta com parceria consolidada na Espanha, fomentando a Red de Universidades Lectoras, envolvendo a Instituição em atividades de produção do conhecimento na área da leitura, literatura e patrimônio cultural.

Professores e estudantes do Programa de Pós-Graduação em Projeto e Processos de Fabricação são motivados a integrar diversas ações com instituições renomadas no mundo. A produção de artigos científicos e a participação em bancas são algumas das oportunidades criadas a partir de parcerias com países como Chile, Alemanha, França e Argentina. Além disso, o Programa possibilita o desenvolvimento de pesquisas, simulações mecânicas, estágios acadêmicos e o aprimoramento do ensino, pesquisa e extensão.

Projetos em andamento e que geram recursos para ampliar as pesquisas desenvolvidas são destaques no Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Com parcerias consolidadas na Nova Zelândia, Espanha, Estados Unidos, Singapura, Colômbia, Itália e Bélgica, o Programa tem realizado e desenvolvido publicações, coorientações, treinamentos, além de troca de experiências e conhecimentos com pesquisadores visitantes. Os convênios firmados permitem, além disso, que os mestrandos e doutorandos busquem qualificação além-fronteiras.

O Programa de Pós-Graduação em Administração também se movimenta internacionalmente. A coordenação destaca uma forte relação com a Universidade de Lisboa, especificamente com o Lisbon School of Economics & Management (ISEG), escola de gestão que recebeu, em 2019, uma acadêmica do Programa para a realização de parte de suas pesquisas relativas à dissertação de mestrado sob a orientação da pesquisadora Dra. Carla Curado. Também, está em análise entre a Universidade de Lisboa e a UPF um termo de cooperação que ampliará essas relações. Pesquisadores também estão em tratativas com o diretor do Master Program in Sustentainable Tourism Management – School of Tourism and Maritime Tecnology (ESTM) Peniche, de Portugal, e com professor Dr. Luis Cândido Soares Mota, coordenador da linha de pesquisa “Destino turístico”, focada na capacidade turística e nos níveis de satisfação ambiental. Recentemente, foi firmado convênio com o Instituto de Capacitación y Desarrollo Empresarial (INCADE), em Posadas, Argentina, para o desenvolvimento de atividades conjuntas na área de empreendedorismo.

Além disso, docentes e discentes têm contribuído para o estreitamento das redes de pesquisa e trocas de experiências do Programa com outros centros, associações e entidades de pesquisa com a participação de eventos na Europa e na América Latina.

Conheça mais sobre nossos programas
Com os 24 cursos oferecidos, entre mestrados e doutorados, a UPF se consolida como uma instituição que oportuniza a formação nas mais variadas áreas do conhecimento, permitindo que os profissionais de Passo Fundo e região tenham acesso a pesquisas, espaços, discussões e ações no mundo todo. 

Quer ter mais informações sobre os programas de pós-graduação da UPF? Acesse www.upf.br/ensino.