Notícias UPF

Cursos da área de informática promovem aula inaugural sobre gerenciamento de dados

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Jéssica França

A Universidade de Passo Fundo (UPF), por meio do Instituto de Ciências Exatas e Geociências (Iceg), promoveu, na noite de terça-feira, 12 de março, uma aula inaugural dos cursos da área de informática. A palestra foi proferida pelo head das operações de dados do UOL Diveo/Compasso, Guilherme Lopes, que falou sobre o tema “Primeiros passos no mundo da big data”. O evento ocorreu no auditório do prédio B5, Campus I UPF. 

De acordo com o coordenador do curso de Ciência da Computação, professor Me. Eder Pazinatto, o evento é realizado todo o início de semestre, e, nesta edição, abordou o gerenciamento de dados. “É muito importante essa parceria da Compasso, com a presença de um profissional deles dessa área, porque os estudantes conseguem ter uma visão de alguém que está atuando em São Paulo. Essa é uma área muito promissora dentro da tecnologia de informação, porque não faltam dados, mas sim a análise desses dados”, relatou Pazinatto. 

A aula foi promovida em parceria pelos cursos de Ciência da Computação, Engenharia de Computação e Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Conforme o palestrante, o mundo contemporâneo da transformação digital demanda uma análise de dados de uma forma mais avançada. “Antes, fazíamos processos analíticos com os dados da própria empresa. Hoje, fazemos análises com dados externos. Por exemplo, em uma compra, queremos saber como estava a emoção do cliente, se vendemos mais quando chove ou faz sol, enfim, são muitas possibilidades ofertadas pelas análises”, comentou.

Ainda, conforme o palestrante, existe uma demanda por profissionais capacitados no mercado, por isso, é importante que os acadêmicos já busquem aprimoramento desde o período de faculdade.  “Temos duas frentes muito importantes que estão demandando bastante esforço. Uma área é de engenharia de dados e outra a de ciência de dados. Então, é importante que busquem se qualificar agora, enquanto estão se formando nessas duas áreas, que são extremamente carentes de profissionais”, finalizou Lopes.