Notícias UPF

Módulo internacional do curso de Administração é marcado por troca de experiências

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Grupo da UPF viajou até a Cidade do Panamá, onde participou de várias atividades

O curso de Administração da Universidade de Passo Fundo (UPF) promoveu, entre os dias 7 e 15 de junho, o módulo internacional na Cidade do Panamá, no Panamá. A ação é uma extensão opcional oferecida aos acadêmicos e professores, que viabiliza a experiência internacional em culturas diferentes, conhecendo empresas, o empreendedorismo local, a estrutura das cidades, os ambientes de gestão, a gastronomia e os pontos turísticos.

Participaram do módulo os professores Me. Anderson Neckel e Me. Valquíria Paza, estudantes e egressos do curso e alunos do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGAdm) da Faculdade de Ciências Econômicas Administrativas e Contábeis (Feac) da UPF. Segundo Neckel, a experiência foi bastante positiva, no sentido de que, durante os oito dias de atividades, o grupo pôde vivenciar situações na área de gestão, em uma realidade diferente. “No Canal do Panamá, por exemplo, além de conhecermos o museu, entendemos o seu funcionamento e como se deu a sua construção”, conta.

O docente também destaca a atividade conjunta realizada com a Universidade Tecnológica do Panamá. “Apesar de ela ser uma instituição de ensino federal, a universidade possui uma estrutura parecida com a da UPF no que se refere ao campus e aos cursos oferecidos. Estamos retornando ao Brasil com um termo de cooperação firmado entre as duas instituições, já que a Universidade Tecnológica tem interesse em formalizar esse termo para o desenvolvimento de pesquisas, da realização de intercâmbios e para a troca acadêmica. Foi uma boa vivência, no sentido de aproximar os professores e alunos e de compartilhar experiências”, comenta Neckel, acrescentando que os participantes da viagem conheceram algumas empresas, bem como a cultura e a organização da própria cidade, considerada como a Dubai das Américas, devido, principalmente, ao fato de ser um grande polo por onde passam organizações do mundo inteiro.

A professora Valquíria relata o que lhe chamou atenção na Cidade do Panamá. “Notamos a falta de organização em termos de gestão financeira das empresas. Embora o atendimento seja fantástico, a gestão organizacional é algo que deixa a desejar. Outro momento interessante observado em relação aos estudantes que estiveram na viagem foi seu poder de reoganização, negociação e de autogerenciamento. As experiências do Canal do Panamá também foram muito positivas. Observamos, ainda, o quão são importantes as áreas de logística e produção, já que o Panamá gira em torno da logística e dos sistemas industriais”, enfatiza.

Vivências transformadoras
Para as acadêmicas de Administração Gabriela Comin e Marindya Piran Severgnini, o módulo internacional superou as suas expectativas. “Vivenciamos vários momentos de aprendizado e conhecemos lugares incríveis, aos quais nunca imaginamos ter acesso via uma universidade. Também tivemos contato com pessoas de outras faculdades e naturais da cidade e da região em si”, disseram as estudantes.

Na opinião do aluno Marcos Eduardo Bertol, a viagem ao Panamá foi proveitosa. “As experiências foram bem interessantes e relevantes para a área da Administração, principalmente com relação às disciplinas de Comércio exterior e de Cadeias de suprimentos, pois é possível relacionar o que foi vivenciado no local com os conteúdos trabalhados em sala de aula pelos professores. Além disso, constatei que as áreas de logística e administração são muito amplas, os cursos superiores são bons e a organização da cidade é diferente e superior se comparada às dos nossos municípios. Há também um forte investimento em educação realizado pelo governo. E o Canal do Panamá é uma obra grandiosa, que facilita a logística mundial, sendo a principal fonte de renda do PIB do país, faturando R$ 8 milhões de dólares por dia”, ressalta.

A aluna do PPGAdm Geizi Cássia Bettin do Amarante afirma que é difícil expressar em palavras o que foi o módulo internacional. “Desde o momento em que desembarcamos na Cidade do Panamá, tivemos experiências incríveis, com a cultura e a diversidade de gerações. O planejamento e a organização da cidade fluem bem. As áreas históricas e modernas da cidade são valorizadas. O Canal do Panamá é incrível, assim como a Universidade Tecnológica, envolvida, preocupada com a sociedade e com o desenvolvimento de pesquisa e inovação. Em todos os locais que visitamos, aprendemos algo novo. A experiência foi enriquecedora. Saímos do Panamá transformados”, finaliza.