Ingresso

Assistentes sociais atuam na defesa dos direitos básicos da população

08/04/2022

15:34

Por: Assessoria de Imprensa

Saiba mais sobre esta profissão e como ingressar no curso de Serviço Social na modalidade híbrida da UPF, que está com inscrições abertas

Com mais de 200 mil profissionais no Brasil (CFESS), a atuação do assistente social ganha cada vez mais espaço em diversas instituições públicas e privadas. Os assistentes sociais têm um papel essencial de intervir na realidade social em defesa dos direitos humanos e da cidadania. Eles são profissionais formados em Serviço Social e atuam no planejamento e execução de programas para viabilizar os direitos da população e seu acesso às políticas sociais, entre outras possibilidades. Podem trabalhar em órgãos públicos, privados, organizações não governamentais (ONG), movimentos sociais, bem como em instituições de ensino.

Para viabilizar o acesso aos direitos da população e acesso às políticas sociais, como a saúde, a educação, a previdência social, a habitação, a assistência social, o sistema de justiça, a cultura, entre outras políticas, os assistentes sociais analisam as condições de vida da população e orientam as pessoas ou grupos sobre como ter informações, acessar direitos e serviços para atender às suas necessidades sociais. Além disso, são responsáveis por elaborar laudos, pareceres e estudos sociais, e realizam avaliações, analisando documentos e estudos técnicos e coletando dados e pesquisas.

Também trabalham no planejamento, na organização e administração de programas e benefícios sociais fornecidos pelo governo, bem como na assessoria de órgãos públicos, privados, organizações não governamentais (ONG) e movimentos sociais. Os assistentes sociais podem ainda trabalhar como docentes nas faculdades e universidades. “O profissional atua em instituições públicas e privadas. Por isso, você pode encontrar assistentes sociais trabalhando em prefeituras, secretarias de governos estaduais, em empresas privadas, hospitais, escolas, unidades de saúde, centros de convivência para crianças, adolescentes e idosos, movimentos sociais em defesa dos direitos da mulher, da classe trabalhadora, da pessoa idosa, de crianças e adolescentes, da população LGBTQIA+, população negra, indígenas, em organizações não governamentais, em universidades públicas e privadas, entre outras”, explica a doutora em Serviço Social, Giovana Henrich, que é coordenadora dos cursos presencial e híbrido de Serviço Social da Universidade de Passo Fundo (UPF).

Ficou interessado? A UPF está com inscrições abertas para o curso de Serviço Social na modalidade híbrida
A procura por cursos à distância nos últimos anos aumentou significativamente no Brasil. E a pandemia acelerou ainda mais o gosto por esta modalidade. Nesse sentido, o curso de Serviço Social híbrido oferece um currículo atual, dinâmico e flexível. Oportuniza momentos teóricos e práticos ao longo de toda formação. Se propõe a formar assistentes sociais em um percurso formativo flexível, com aulas presenciais e remotas, que contam com a presença dos professores, facilitando aos estudantes os seus estudos, aprendizagens e permanência no universo acadêmico. O curso na modalidade híbrida é oferecido nos Campi de Carazinho, Casca, Lagoa Vermelha, Passo Fundo, Sarandi e Soledade. Inscreva-se AQUI.

A formação em Serviço Social é dinâmica e participativa privilegiando uma interação produtiva e saudável entre o aluno e o professor e entre os próprios colegas. “Sua dimensão prática propicia aos estudantes desenvolverem suas habilidades profissionais desde o início do curso, preparando-os para intervir na realidade social em defesa dos direitos humanos e da cidadania”, destaca a coordenadora do curso.

5 motivos para fazer o curso de Serviço Social na modalidade híbrida:

1 - O currículo híbrido é atual, dinâmico e flexível garantindo ao aluno a possibilidade de organizar seus estudos dentro de suas possibilidades de horários e local;
2 - Todos os professores são mestres ou doutores, apresentam experiência profissional e possuem longa trajetória no ensino, na pesquisa e na extensão universitária;
3 - O curso é reconhecido regionalmente pelo compromisso com a qualidade da formação de futuros assistentes sociais, preparados para intervir na realidade das políticas públicas e fazer a diferença na vida das pessoas e da sociedade. 
4 - A oferta de qualificação profissional acontece através das vivências dos espaços de formação universitária, que contam com uma infraestrutura privilegiada do campus, dos acervos das bibliotecas, pelos laboratórios de Informática e da saúde, pelos convênios com várias instituições da região para realização de estágios obrigatórios e remunerados. 
5 - Oferta da bolsa de estudos de 50% da Fundação Universidade de Passo Fundo para todos os alunos o que deixa seu valor mais acessível. Além de ser um auxílio financeiro, garante a entrada e a permanência no curso até a sua finalização.

INSCREVA-SE