Pedido de Depósito de Patentes

Professor e aluno da FAMV e Empresa UPFParque depositaram no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) pedido de Patente de Invenção

Foi depositado, no dia 23 de setembro, sob número BR 10 2016 021917 5, no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), o pedido de patente “Dispositivo autônomo de indicação de nível para implementos agrícolas”. O depósito foi realizado em cotitularidade pela Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF) e pela INELCA Indústria eletrônica Ltda, sendo os inventores o professor do Programa de Pós-Graduação em Agronomia da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (PPGAGRO/FAMV), Dr. Vilson Antonio Klein, o acadêmico do curso de  Agronomia Andre Guilherme Daubermann dos Reis (bolsista Iniciação científica) e os engenheiros Daniel Luis Martins e Leandro Canal Bonfante, da INELCA.  Todo o processo foi conduzido pela UPFTec.

A invenção pertence ao setor tecnológico de implementos agrícolas e refere-se a um dispositivo autônomo de indicação de nível. Mais especificamente, consiste em um dispositivo eletrônico equipado com interface homem-máquina (IHM), o qual é colocado sobre um veículo. Tal dispositivo possui o objetivo de indicar ao operador a posição do veículo no plano e ainda indica a ação a ser tomada para que o veículo se desloque em nível. 

Levando em consideração que a realização de tarefas em nível, em áreas com topografia irregular, é uma tarefa complexa e difícil para o operador, conforme apontam os inventores, o dispositivo desenvolvido é capaz de analisar a inclinação lateral e frontal da máquina em relação a uma linha horizontal e a uma linha reta a frentes imaginárias perfeitamente planas. Além disso, existe a possibilidade de se configurar a inclinação dessas linhas no início do trabalho, para que a máquina, ao se deslocar, tenda a manter uma inclinação constante pré-definida, conforme a inclinação do momento inicial da tarefa.

De acordo com os inventores, a ideia da invenção surgiu da necessidade de oferecer aos agricultores um dispositivo simples e barato que pudesse indicar ao operador de máquinas agrícolas qual rota tomar para que o cultivo fosse feito em nível no terreno. A prática de cultivo em nível é uma prática muito eficiente para reduzir perdas de solo e água por erosão hídrica em áreas agrícolas.  Tal procedimento vem sendo abandonado e esse equipamento poderá, de forma muito fácil, incentivar os agricultores a novamente adotar essa tão importante prática conservacionista.

Para lograr êxito, foi imprescindível o apoio da UPFTec, que intermediou e acompanhou todo o processo junto à empresa INELCA, que, incubada dentro do Parque Científico e Tecnológico do Planalto Médio, desenvolveu o equipamento, sob supervisão do professor Klein.

Os inventores ressaltam que medidas como essa de proteção de ideias são importantes e surgem da cooperação entre a pesquisa e empresas, possibilitando a formação e a capacitação de recursos humanos, a produção do conhecimento por meio de publicações e, principalmente, a oferta para a sociedade de soluções que melhorem a qualidade de vida e a proteção do ambiente.