Inscrição e seleção

Mestrado
 

Buscando a qualificação do processo seletivo no âmbito do curso de Mestrado, o colegiado aprovou a alteração no processo seletivo a partir da seleção para a turma com ingresso no primeiro semestre de 2017. O novo sistema não será mais por uma seleção geral e sim por vaga na linha de pesquisa. Dessa maneira, o candidato, no ato da inscrição, opta por uma das três linhas de pesquisa do Programa (1- Política e Relações de Poder; 2-Espaço, Economia e Sociedade; 3-Cultura e Patrimônio) e concorre à vaga disponibilizada pela linha. Os docentes de cada uma das três linhas de pesquisa do Programa serão responsáveis por elaborar a prova escrita, analisar o pré-projeto, analisar o currículo e fazer a entrevista, considerando os mesmos requisitos de avaliação descritos acima, porém, com ênfase nos pressupostos temáticos, teórico-metodológicos, de fontes, articulados com a linha de pesquisa. O número de vagas a ser oferecido por cada linha será definido pelos docentes que compõem a linha e divulgado no Edital de Seleção.
A seleção constará das seguintes etapas:

1) Análise do pré-projeto de pesquisa. Na análise do pré-projeto de pesquisa, será observado: a) relevância do tema em relação à linha de pesquisa pretendida; b) conhecimento da bibliografia indicada no pré-projeto; c) indicação das fontes documentais referentes à pesquisa.

2) Prova escrita a) o tema da prova será sorteado de acordo com a linha de pesquisa na qual o candidato está inscrito e terá que ser dissertado a partir da bibliografia indicada no edital; b) durante a prova, o candidato não terá direito à consulta bibliográfica; c) a identificação do candidato na prova escrita será por meio do número do CPF; d) a avaliação pela banca e o respectivo resultado considerará os critérios: * domínio das ideias centrais das obras indicadas no anexo do edital;  capacidade de argumentação e reflexão em relação ao tema.

3) Entrevista: a) o horário da entrevista será agendado pela secretaria do Programa. 4) Currículo: o currículo no modelo Lattes do candidato será pontuado conforme a Tabela de Pontuação de Currículos, disponível para download no site do Programa, que deverá ser preenchida e anexada pelo candidato aos documentos entregues no ato da inscrição.

Após cumpridas as etapas previstas no processo seletivo, as linhas de pesquisa entregam ao coordenador do curso as tabelas de pontuação e classificação dos candidatos, bem como a indicação dos orientadores, para serem homologados pelo Conselho de Pós-Graduação (CPG).

A linha não precisa preencher todas as vagas anunciadas. Isso depende de o candidato atingir a média ponderada mínima de 7,0 (sete), desse modo: prova escrita - peso 3; projeto de pesquisa - peso 3; entrevista - peso 3 e currículo - peso 1.

Doutorado
 

O processo seletivo para ingresso no curso de Doutorado está baseado nos seguintes critérios:
1) Defesa do projeto de pesquisa perante a Comissão de Seleção: na avaliação da defesa do projeto são considerados os requisitos: a) tema inédito e relevante que constitua uma contribuição ao avanço do conhecimento histórico; b) domínio da historiografia sobre o tema; c) indicação de corpus documental significativo; d) comprovação do domínio teórico-metodológico pertinente. 

2) Análise do currículo Lattes: o candidato deverá preencher a Tabela de Pontuação de Currículos, disponível para download na página do programa e anexar ao pedido de inscrição. 

3) Proficiência em língua estrangeira:  é exigida proficiência em duas línguas estrangeiras, sendo que a comprovação de uma deverá ser feita no ato de inscrição, podendo ser aceita a proficiência realizada no curso de Mestrado. Para a segunda língua será exigido comprovante de inscrição no exame de Proficiência em Língua Estrangeira.