Notícias UPF

UPF promove Meeting Cultura Digital na Educação

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Milena Mezalira/ NEXJOR

Diferentes possibilidades ofertadas pelas tecnologias e metodologias estiveram em debate no encontro

A Universidade de Passo Fundo (UPF), por meio do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) e da Linha de Pesquisa Processos Educativos e Linguagem, em parceria com o Grupo de Pesquisa em Cultura Digital (Gepid), promoveu, no dia 1º de dezembro, o Meeting Cultura Digital na Educação. A atividade ocorreu na sala 1 da Faculdade de Educação (Faed), promovendo um espaço de diálogo e aprofundamento sobre a área de cultura digital na educação.

De acordo com o coordenador do evento, professor Dr. Adriano Canabarro Teixeira, a atividade foi uma reedição de ações já realizadas com alunos do PPGEdu, assim como do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PPGECM) e do Gepid. “Nos últimos oito anos, a área de informática educativa cresceu bastante, ganhando relevância na UPF, na região e no Brasil. Ações como o Seminário Nacional de Inclusão Digital, as campanhas de Coleta Digital, as Olimpíadas de Programação e de Robótica Educativa fizeram com que o número de interessados pela temática tenha ampliado muito”, informou.

O evento tem fundamental importância como espaço de estudo para pesquisadores e profissionais da área, na medida em que discute e leva a reflexão sobre as práticas educativas atuais e as perspectivas de mudança para o futuro da educação.  “Muitas vezes, a questão da cultura digital e suas tecnologias e metodologias é vista como periférica para a educação, erro que custará caro para as instituições e profissionais da educação, uma vez que essa nova configuração tecno-social torna irrelevante muito do que fazemos nessa área. Isso não significa dizer que esse contexto torna irrelevante o que somos, mas o modo como atuamos, tentando adaptar o modelo do passado para o presente. Não temos mais tempo para isso! Precisamos de fato pensar as possibilidades que a cultura digital nos dá para sermos muito diferentes do que somos e para trabalharmos de modo efetivo na formação de profissionais habilitados a transformar o mundo em que vivemos. Assim, a cultura digital nos possibilita pensar para o futuro e não para o presente”, explicou. 

Nessa edição do evento, a temática abordada foi a cultura digital na educação, com a participação do professor Dr. Mário Pireddu, que participou de forma on-line, apresentando elementos e informações sobre o tema, destacando que a tecnologia, além de ser um meio inovador, tem a capacidade de transformar as pessoas e a vida em sociedade. “A tecnologia cria um ambiente, ecossistema que habilita possibilidades para realizar coisas. No renascimento, a prensa permitiu imprimir livros de uma maneira que antes era impossível. Isso não é só um fato tecnológico, isso mudou a comunidade inteira”, comentou.
Ainda segundo o professor Teixeira, muitas vezes as tecnologias e metodologias da cultura digital, além de periféricas nos processos formativos da graduação e da pós-graduação, são frequentemente associadas a modismo. “Tal percepção advém de um desconhecimento da lógica a partir da qual se organizam e de suas possibilidades de agregação, troca e colaboração. Assim, o evento foi criado também para que possamos criar argumentos e estratégias de disseminação do potencial da cultura digital, em especial para a educação”, finalizou. 

O encontro foi gravado pelo professor Teixeira. As imagens podem ser acessadas por meio do link https://youtu.be/Sgro3las3gQ